Créditos: Divulgação/IGORN/Pixabay
- Publicidade -

Rússia legaliza mercado cinza de produtos da Intel, AMD e Apple

O país também liberou a entrada de bens automotivos e equipamentos para diversos setores de produção
Por Felipe Gugelmin 26/04/2022 14:42 | atualizado 26/04/2022 14:42 Comentários Reportar erro

Como forma de tentar escapar das sanções econômicas impostas por outros países, a Rússia decidiu tornar legal a importação de produtos de empresas como Intel, AMD e Apple por meios não oficiais. Com isso, mesmo que essas empresas tenham encerrado suas atividades no país, seus produtos devem continuar chegando às lojas locais.

Relatos indicam que o próprio governo russo trabalhou junto a seu Ministério de Indústria e Comércio para estabelecer a lista de produtos que agora podem ser vendidos no mercado paralelo (ou cinza) sem nenhuma sanção. Além de produtos do setor de tecnologia, ela também inclui marcas de carro como Bentley, Cadillac, Chevrolet e Chrysler, além de peças de reposição automotiva de fabricantes como Michelin e Goodyear.

Outros produtos que tiveram sua entrada “alternativa” liberada na Rússia incluem televisores, consoles, acessórios e equipamentos para os setores de mineração, agricultura e eletricidade, entre diversos outros. Enquanto a decisão deve permitir que os cidadãos do país continuem tendo acesso a bens de consumo do exterior, eles tendem a ser encontrados por preços maiores do que os normais.

Rússia muda sua política para responder a sanções

O mercado cinza também é conhecido por não oferecer aos consumidores garantias ou oportunidades de devolução, geralmente garantidas por vendedores oficiais. Anteriormente, a Rússia tinha como política destruir qualquer bem de consumo que entrasse de forma ilegal no país como forma de garantir os direitos dos fabricantes originais.

A mudança de postura é resultado das sanções internacionais que a Rússia vem sofrendo desde que iniciou a invasão da vizinha Ucrânia. Desde o início do conflito, empresas como a TSMC, Intel, AMD, NVIDIA e outros grandes nomes decidiram paralisar suas atividades no país — que tenta reviver sua indústria de semicondutores em resposta.

- Continua após a publicidade -

Rússia pretende iniciar a produção local de chips de 28 nanômetros até 2030

Rússia pretende iniciar a produção local de chips de 28 nanômetros até 2030
O país pretende investir pesado na indústria local para tentar compensar seu crescente isolamento global

Embora a decisão deva estimular os participantes do mercado cinza local, ela não vem sem riscos. Mesmo desobrigando vendedores de usar licenças oficiais para vender produtos, o país continua obrigando que eles sejam vendidos com softwares desenvolvidos por empresas nacionais — caso isso não aconteça, os responsáveis podem ter que pagar multas pesadas ao governo russo.
 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Tom’s Hardware
Assuntos
Tags
  • Redator: Felipe Gugelmin

    Felipe Gugelmin

    Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.