Créditos: Divulgação/Intel
- Publicidade -

Intel suspende oficialmente todas as operações na Rússia

A empresa afirma que vai tomar medidas para cuidar dos 1.200 funcionários que atuam no país
Por Felipe Gugelmin 06/04/2022 11:46 | atualizado 06/04/2022 11:46 Comentários Reportar erro

Após deixar de vender seus produtos oficialmente na Rússia, a Intel anunciou esta semana que está suspendendo totalmente suas atividades no país. Segundo a empresa, embora ela vá continuar dando apoio a seus funcionários, ela não vai mais conduzir qualquer atividade de negócios com o território.

Com efeito imediato, suspendemos todas as operações comerciais na Rússia”, afirmou a companhia em um comunicado. Segundo ela, a decisão dá apoio à iniciativa anterior de suspender envios para clientes localizados na Rússia e na Bielorrússia. “Estamos trabalhando para dar suporte a nossos empregados nessa situação difícil, incluindo nossos 1.200 empregados na Rússia”, continuou a fabricante.

A decisão é fruto da continuidade dos conflitos entre a Rússia e a Ucrânia, iniciado no dia 24 de fevereiro deste ano. A guerra entre os países foi iniciada por Moscou, que começou a invadir territórios do país vizinho — embora tenha retirado suas tropas de Kiev, a Rússia recentemente intensificou seus ataques ao leste da Ucrânia e à cidade de Mariupol.

Diversas companhias já se retiraram do país

Além da Intel, outros nomes importantes do mundo da tecnologia já suspenderam suas atividades no país. AMD, Apple, Dell, HPE, Lenovo e NVIDIA estão entre aquelas que decidiram apoiar as sanções econômicas impostas à Rússia em resposta às atividades militares que ela desempenha em território ucraniano.

A decisão da fabricante de CPUs é especialmente importante dado seu histórico com o país. Em 1991, ela foi uma das primeiras grandes companheiras estrangeiras a estabelecer uma divisão na Rússia após o fim da União Soviética, tendo investido pesado tanto na venda de produtos quanto no estabelecimento de divisões de pesquisa locais nos últimos 30 anos.

- Continua após a publicidade -

Wargaming, estúdio de World of Tanks, anuncia fim das atividades na Rússia e Bielorrússia

Wargaming, estúdio de World of Tanks, anuncia fim das atividades na Rússia e Bielorrússia
A desenvolvedora vai passar o controle de suas atividades nos países à Lesta Studio

Até o momento não está claro se os funcionários da companhia que trabalham no país vão ser transferidos para outras divisões ou territórios nos quais ela opera. Sem os processadores fabricados por ela e pela AMD, a expectativa é que diversas companhias do país passem a sofrer com a falta de componentes em um intervalo de 12 a 18 meses — e o espaço deixado pelas empresas não poderá ser preenchido por fabricantes locais como a Elbrus, cujos produtos não trazem a mesma eficiência e competitividade.
 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Tom’s Hardware
Assuntos
Tags
  • Redator: Felipe Gugelmin

    Felipe Gugelmin

    Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.