Créditos: Android Authority

Em aquisição bilionária, Qualcomm compra Nuvia para evoluir produção de CPUs

Startup fundada por ex-Apple é especializada em processadores de alto desempenho

Lembram da Nuvia? A startup fundada por um ex-executivo da Apple ganhou os holofotes em 2019 por seus planos ambiciosos: brigar com Intel e AMD no segmento de chips de alto desempenho para servidores. Após receber aportes milionários de gigantes como Dell, a companhia agora está prestes a ser adquirida pela Qualcomm por US$ 1,4 bilhão.

A dona dos Snapdragon anunciou o negócio recentemente. Segundo a companhia, o acordo será pago em dinheiro e ainda precisa ser aprovado por órgãos de regulamentação para ser oficializado.


(Imagem: Nuvia/Reprodução)

Apesar de o negócio ainda não estar concretizado, a Qualcomm já deu indícios de como vai aproveitar sua nova compra. De acordo com a companhia, a aquisição vai potencializar a produção de chips da companhia em todas as frentes, não apenas em data centers.

Segundo a Qualcomm, a tecnologia da Nuvia será aplicada em produtos votados para smartphones, notebooks e também automóveis. Ou seja, a tendência é que a firma aposte em CPUs mais potentes e que sejam capazes de rivalizar com Intel e AMD no mercado de dispositivos portáteis.

A Microsoft, uma das principais parceiras da Qualcomm em notebooks, chegou a comentar a aquisição. “É empolgante ver a Nuvia ingressar na equipe da Qualcomm”, disse Panos Panay, diretor de produtos da empresa. “Futuramente, teremos uma oportunidade incrível de capacitar nossos clientes em todo o ecossistema do Windows.”

- Continua após a publicidade -

Resposta ao Apple M1?

A aquisição também pode servir para a Qualcomm dar uma resposta à altura para a Apple, que lançou no ano passado o chip M1, baseado em ARM. O processador é apenas o primeiro da empresa de Cupertino, que pretende trazer ao mercado chips mais potentes em um futuro próximo.

Segundo ressalta a Reuters, a compra da Nuvia também pode ajudar a Qualcomm a ganhar mais independência da ARM, que foi adquirida no ano passado pela Nvidia por nada menos que US$ 40 bilhões. A startup também trabalha com a arquitetura da empresa britânica, mas utiliza designs customizados.

Atualmente, a Qualcomm ainda é bastante dependente dos designs feitos pela própria ARM, que vem acompanhados de royalties. Com isso em mente, a aquisição pode auxiliar a dona dos Snapdragons a diminuir o gasto com taxas de licenciamento futuramente.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Mundo Conectado
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.