Créditos: Der8auer

AMD Ryzen 9 5950X atinge 2ºC com tecnologia Intel de resfriamento Peltier

O feito foi realizado pelo overclocker Roman “der8auer” Hartung

Há alguns dias, noticiamos aqui no Adrenaline que a Cooler Master está apresentando um watercooler All-in-One (AIO) que utiliza tecnologia de resfriamento Peltier. Acontece que este produto utiliza a Intel Cryo Cooling Technology para minimizar o problema de condensação (que é algo natural quando se resfria algo a temperaturas abaixo da temperatura ambiente), além de empregar outras medidas de segurança via software. Porém, para utilizar esta tecnologia, é obrigatória a utilização de determinados CPUs de 10ª geração e placas-mãe com chipset Z490. Isso em teoria.

Na prática, com um pouco de criatividade (alguns diriam “jeitinho”), as coisas caminham para um lado diferente: der8bauer, usuário bastante conhecido no cenário dos overclocks extremos há mais de 10 anos, conseguiu responder uma pergunta que muitos de nós devem ter feito: “e se essa tecnologia de resfriamento fosse utilizada em um CPU da AMD? ”. Inclusive, essa resposta vem acompanhada de nada menos que um AMD Ryzen 9 5950X com seus 16 cores.

Para explicar melhor o funcionamento desta façanha, precisamos entender que a utilização de um EKWB EK-QuantumX Delta TEC (Thermoeletric Cooling – resfriamento termoelétrico, em tradução livre para o português) não é algo simples de se realizar por dois motivos: compatibilidade com o socket AM4 (inexistente, neste caso) e controle via software

Para solucionar o primeiro problema, der8auer utilizou diversas peças de outros coolers no objetivo de improvisar um mecanismo capaz de ser utilizado no socket AMD. Em relação ao software, a situação exigiu um pouco de mais de empenho: por se tratar de algo para funcionamento exclusivo em sistemas Intel, foi utilizando uma segunda máquina com um Core i9-10900k para realizar o controle de todo o sistema de refrigeração.



Créditos: der8auer 

- Continua após a publicidade -

Esse controle tem algumas finalidades, mas a principal é garantir que não ocorra condensação. Com o sistema em idle, o Peltier não recebe muita energia (ou simplesmente não é ligado), mas rodando em full load, o sistema de refrigeração irá trabalhar ao máximo com o intuito de manter temperaturas abaixo da temperatura ambiente. Cabe citar que existe um modo “destravado” (unregulated mode) que ignora todas as medidas de segurança e faz com que o sistema trabalhe ao máximo.

E como ficou o resultado? Para começar, em loads single thread (Cinebench R15) e com o sistema de refrigeração Peltier desabilitado, o 5950X chegou a atingir temperaturas de até 90°C em seu CCD (core chiplet die), bastando habilitar o sistema Peltier para que as temperaturas caíssem em cerca de 50°C.

Em jogos, o CPU atingiu frequências de até 5.05 GHz para loads single-cores, utilizando o perfil de boost automático, sendo que chegou na casa dos 4.8~4.9 GHz, com variações entre os CCDs, para loads em todos os cores.

Sem load e utilizando o sistema de refrigeração em todo o seu potencial, as temperaturas chegaram na casa dos 2°C. Com isso, foi possível forçar o processador a chegar a até incríveis 5323 MHz em todos os cores antes do sistema travar.


Créditos: der8auer

- Continua após a publicidade -

Nos testes feitos por der8auer, o Intel i9-10900k atingiu frequências mais altas, na casa dos 5.8 GHz para efeitos de validação e 5.6 GHz em single thread (Cinebench R15). Falando especificamente em frequência máxima, foram obtidos números superiores ao 5950X, porém o processador AMD possui mais núcleos (10 núcleos do Intel contra 16 núcleos do AMD) e maior IPC (instructions per cycle). 

Dessa maneira, eis um caso que com criatividade por parte de der8auer, um processador da AMD conseguiu não só ser mais rápido que o concorrente, mas conseguiu essa proeza utilizando o novo sistema de refrigeração da rival.

Fonte: Tom's Hardware, Der8auer, Tom's Hardware, Der8auer
  • Redator: João Cardoso

    João Cardoso

    Jogador não mais tão assíduo quanto já foi, mas que vive experiências desde o Atari 2600 e fliperamas. Começou sua jornada no mundo dos hardwares em 2004 e a partir de então começaram buscas cada vez mais aprofundadas sobre tecnologia em geral. Eterno azarado da loteria do silício.

Qual a sua marca de mouses para jogos favorita? - Pesquisa de Periféricos 2020

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.