Créditos: Microsoft/Divulgação

Microsoft detalha requisitos recomendados de processadores para o Windows 11

Foram listadas CPUs Intel Core da 8ª geração e superiores e AMD Ryzen 2000 e superiores
Por Diego Amorim 25/06/2021 14:50 | atualizado 25/06/2021 21:45 Comentários Reportar erro

Após a Microsoft revelar os requisitos básicos para que um computador seja compatível com o novo Windows 11, a empresa também detalhou um pouco mais os seus requisitos para processadores. Foi recomendado o uso de CPUs Intel Core da 8ª geração ou superiores e modelos da AMD a partir dos Ryzen 2000, dentre outros modelos da Qualcomm.

Várias informações acerca das especificações divulgadas para compatibilidade com o Windows 11 estão sendo discutidas, então é bom ressaltar que, aparentemente, a Microsoft está dividindo esses requerimentos entre "especificações mínimas" e obrigatórias e "especificações recomendadas" pela empresa.


Imagem: Algumas das especificações mínimas para o Windows 11 (Microsoft/Reprodução)

Dentre as especificações mínimas básicas divulgadas pela Microsoft, podemos ver que o sistema exige apenas um processador com pelo menos 2 núcleos operando em, no mínimo, 1 GHz (o processador também pode ser um SoC) de 64-bit. No entanto, a empresa compartilhou listas de modelos recomendados para a Intel, AMD e até da Qualcomm.

Na lista da Intel, podemos observar a presença de processadores Intel Core a partir da 8ª geração, tanto para desktops quanto para notebooks. Também estão listados vários modelos da linha Pentium, Xeon, Celeron e até Atom. Já na lista da AMD, é possível encontrar várias CPUs Ryzen 3000 e superiores, alguns modelos Ryzen 2000 (como o Ryzen 5 2600) e até alguns processadores da família Athlon 3000.

Já em relação aos modelos mencionados na lista específica da Qualcomm, só aparecem um total de 7 processadores suportados. Eles são, basicamente, o SoC Snapdragon 850 e versões superiores que equipam alguns dispositivos baseados em Windows ARM. 

- Continua após a publicidade -

Saiba o que é o TPM 2.0, necessário para instalar o Windows 11

Saiba o que é o TPM 2.0, necessário para instalar o Windows 11
Chip exigido pela Microsoft funciona como medida de segurança para a proteção de dados

Uma das especificações supostamente mínimas para a compatibilidade do Windows 11 que está sendo mais discutida é o TMP 2.0 (trusted Plataform Module), já que vários usuários com computadores mais antigos não possuem o componente. No entanto, especula-se que essa obrigatoriedade pode mudar futuramente, para dar suporte a mais dispositivos. O site Neowin, por exemplo, considerou a necessidade do TPM 2.0 como um recurso não obrigatório, mas recomendado.

Dessa forma, podemos esperar mais atualizações nas especificações anunciadas pela Microsoft para o Windows 11, algo que já aconteceu, pois a empresa retirou a necessidade se usar um SSD NVME de pelo menos 1 TB para suportar o recurso DirectStorage.

Via: Neowin Fonte: Microsoft
  • Redator: Diego Amorim

    Diego Amorim

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.