Justiça determina que Kim Dotcom, criador do Megaupload, pode ser extraditado para os EUA

Depois de ser preso, ter seu passaporte apreendido e fundos congelados, o fundador do Megaupload, também conhecido como Kim Dotcom, poderá (finalmente) ser extraditado para os Estados Unidos para ser julgado em solo americano.

A corte da Nova Zelândia, país onde o criador de um dos maiores sites de "distribuição de pirataria" estava quando foi preso, determinou por lei que Kim Dotcom está liberado para ser mandado aos Estador Unidos e responder pelas acusações.

Defesa de Kim Dotcom, do Megaupload, terá acesso a documentos do FBI

Dotcom disse aos repórteres, ao sair do tribunal que "estava desapontado" com a decisão. Outros três homens que eram parceiros do site e também foram acusados por violação de direitos autorais tiveram a extradição aceita. Agora o "caso do Megaupload" poderá ser julgado para encerrar o processo judicial criado em 2012.

Anonymous ataca sites brasileiros em defesa do Megaupload 

- Continua após a publicidade -

Em 2005, Kim Dotcom (ou Kim Schmitz, nome de nascimento) fundou o maior site de compartilhamento de arquivos Megaupload.com em Hong Kong, usando milhões de filmes, shows, programas de TV, fotos e músicas. Mais tarde, ele se mudou para Nova Zelândia.

Em janeiro de 2012 as autoridades americanas desativaram o site e processaram Dotcom por infringir direito autorais, crime organizado e lavagem de dinheiro. Então, a polícia da Nova Zelândia o manteve em prisão domiciliar a pedido do FBI. Desde então há um pedido na justiça para a corte da Nova Zelândia liberar Kim Dotcom aos Estados Unidos para ele responder à Justiça.

Kim Dotcom afirma que "está quebrado"

Depois da decisão, Dotcom publicou no Twitter algo com "Obrigado pelo apoio. A luta continua. Aproveitem as festas. Eu estou feliz com meus filhos. Há coisas mais importantes do que direitos autorais".

- Continua após a publicidade -

{via}BBC|http://www.bbc.com/news/world-asia-35166113{/via} 

Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.