Conheça a série Snapdragon 800, plataforma topo de linha da Qualcomm! [ATUALIZADO]

O primeiro processador foi lançado em 2013 e, hoje, a linha conta com os melhores do mundo
Por Saori Almeida 06/12/2019 16:53 | atualizado 06/12/2019 16:53 Comentários Reportar erro

Os smartphones possuem as mais diversas especificações, e esses "combos" podem classificá-los em diferentes nichos: de entrada, intermediário ou topo de linha. Porém, não existe uma única característica que determine em qual "segmento" o smartphone se encaixa. As respostas são várias: resolução de display, quantidade de memória RAM, qualidade da câmera, bateria, velocidade do clock, etc. E tudo isso, claro, depende do processador que o dispositivo utiliza.

Assim, o processador é um componente-chave para indicar qual será o desempenho (e o preço) de um smartphone. 

Como já comentamos em outros artigos, a Qualcomm é uma das empresas que lidera o mercado de processadores mobile com sua conhecida linha Snapdragon. Cada série (200, 400, 600 e 800) possui tecnologias que permitem recursos específicos ao dispositivo. Gerações diferentes podem suportar diferentes tipos de conectividade, qualidade gráfica e recursos multitarefa, por exemplo.

Os recursos específicos do seu aparelho dependem de qual a série/geração do processador que ele possui

Há algum tempo, a Qualcomm optou por chamar o Snapdragon de plataforma, e não apenas de processador. Além disso, apenas plataformas premium levam o nome Snapdragon - processadores da série 200 serão conhecidos pelo nome Qualcomm Mobile.

Nesse artigo, vamos nos aprofundar na série de processadores topo de linha - a 800. Confira abaixo: 


Snapdragon série 800

A série 800 é a linha de processadores mais potentes da Qualcomm, se destacando em eficiência energética (ainda maior do que a série 600) e alta performance. Outras características são a possibilidade de novas conexões, como o aguardado 5G, e poder de processamento mobile para aplicações em realidade virtual.

- Continua após a publicidade -

A linha chegou em 2013 com a estreia do Snapdragon 800 - processador com desempenho 50% superior ao Snapdragon 600. Quando o componente foi lançado, sua principal característica era o baixo consumo de energia e melhor distribuição de calor, fazendo com que o aparelho não esquentasse demais durante aplicações pesadas.  

Análise térmica de smartphones para criar soluções de distribuição de calor, via Qualcomm

O que eles têm em comum? Em sua maioria, os processadores Snapdragon da linha 800 chegam com capacidade de gravar vídeos em resolução 4K, além de todos possuírem Quick Charge 2.0 (no mínimo) e suporte a câmeras com um número alto de megapixels. Os SoCs mais recentes desta linha chegam preparados para realidade virtual e conectividades mais avançadas, que é o caso do aguardado 5G.


Snapdragon 805

Specs aqui

 

Anunciado em novembro de 2013, o Snapdragon 805 é um SoC quad-core com GPU Adreno 420 e baseado em seu antecessor Snapdragon 801. Este hardware trouxe ganhos de performance e algumas características a mais do que o modelo 801, podendo, por exemplo, suportar sistema dual camera até 55MP. A gravação de vídeos chega aos 4K UHD a 30FPS, além de que os próprios dispositivos com essa plataforma podem chegar em resoluções de display 4K. A CPU (quatro núcleos Krait 450) tem clock de 2,7GHz por núcleo. Outra tecnologia característica da Qualcomm suportada por este modelo é o Quick Charge 2.0.

Os modelos que contam com o Snapdragon 805 vão desde dispositivos mobile, como o Galaxy Note Edge, Galaxy Note 4, Droid Turbo da Motorola e Nexus 6 da Google, até tablets como o Amazon Fire HDX 8.9 e micro consoles como o Razer Forge TV


O Razer Forge TV é um dispositivo portátil com Android TV que roda nativamente jogos do SO da Google, além de poder ser usado para fazer streaming direto de jogos do seu PC para a TV.

- Continua após a publicidade -

Samsung e Qualcomm já estão trabalhando no Snapdragon 845, o chip do Galaxy S9 [Rumor]


Snapdragon 808 e 810

Specs Snapdragon 808 | Specs Snapdragon 810


Os Snapdragon 808 e 810 foram anunciados em abril de 2014, ambos com arquitetura ARM, tecnologia X10 LTE e Quick Charge 2.0. O Snapdragon 808 conta com GPU Adreno 418, que suporta Vulkan 1.0. Feito na arquitetura de 20nm, alguns dispositivos que possuem esta plataforma são: 

  • Microsoft Lumia 950; 
  • LG V10; 
  • BlackBerry Priv; 
  • Nexus 5X; e
  • LG G4. 

Já o Snapdragon 810  possui GPU Adreno 430 (650 MHz) e memória LPDDR4. Sua CPU é octa-core, sendo quatro núcleos ARM Cortex A57 e quatro ARM Cortex A53. As câmeras de dispositivos com esta plataforma suportam até 55MP, e vídeos podem ser gravados em resolução 4K UHD. Alguns modelos de smartphones que possui o Snapdragon 810 são o Microsoft Lumia 950 XL, HTC One M9, Nexus 6P e Droid Turbo 2, da Motorola. 


Snapdragon 821

Specs aqui

 

O Snapdragon 821 foi anunciado em julho de 2016, chegando para substituir o Snapdragon 820. Com CPU Kyro quad-core, o modelo 821 é feito na litografia de 14nm e conta com GPU Adreno 530, a qual suporta Vulkan 1.0.  Ele conta com 10% a mais de performance e velocidade de CPU mais rápida se comparado ao seu antecessor. Para comparação, as frequências de CPU do Snapdragon 821 e 820 são, respectivamente, 2.342 e 1.804.

Outra otimização foi a largura de memória de banda, sendo 1866MHz (29.8GB/s) no SoC 821, enquanto o 820 fica em 1333MHz (21.3GB/s). Com tecnologia Snapdragon X12 LTE, o modem da plataforma oferece velocidades 3x mais rápidas do que a versão X10 LTE. A GPU Adreno 530 também oferece 40% de ganho de performance e capacidade computacional quando comparada à Adreno 430.

Os modens LTE da Qualcomm garantem velocidades de troca de dados mais rápidas a cada geração X

O Snapdragon 821 também traz suporte à realidade virtual mobile, com recursos que permitem a imersão. Além disso, a plataforma oferece conectividade de carregamento rápido Quick Charge 3.0, podendo estar presente nos seguintes dispositivos: ZenFone 3 Deluxe, Xiaomi Mi 5s Plus, Mi mix, Lenovo ZUK Edge e LG G6.


Snapdragon 835: plataforma Premium - 4K e realidade virtual 

Specs aqui

 

Anunciado em novembro de 2016, o Snapdragon 835 estreou no Samsung Galaxy S8 e chegou ao mercado como a "cereja do bolo" da Qualcomm em dispositivos móveis. A plataforma trouxe o suporte a 4K (assim como outros modelos da série 800) e já se mostrava pronta para aplicações em realidade virtual. 


Este processador levantou muito "hype" porque a Samsung tinha preferência para ser a primeira a usar esta plataforma - e sua demora para o lançamento do Galaxy S8 criou mais expectativas para ver o Snapdragon 835 em ação. O diferencial do topo de linha da época era sua litografia, já que foi feito no processo de 10nm (a menor litografia para este tipo de componente, naquele momento). O modelo possui CPU octa-core Kyro 280 operando em frequência de 2.45GHz em quatro núcleos, enquanto os outros quatro operam a 1.9 GHz. ,

Com o Snapdragon 835, o Xperia XZ Premium consegue gravar vídeos em super slow motion (960 fps)

A litografia de 10nm melhora a eficiência energética do processador e reduz o espaço ocupado pela CPU no die do chip, o que abre espaço para inclusão de mais componentes no SoC. Por isso, sua nova CPU Kyro 280 prometia consumir 25% menos energia comparado a dispositivos topo de linha da geração anterior, e seu design mais compacto e menor aquecimento tornaria possível a criação de smarpthones ainda menores.

O Snapdragon 835 já estava preparado para conectividade 5G e Quick Charge 4.0 

Além do modem X16 LTE suportar o padrão de conectividade Bluetooth 5.0 e Wi-Fi 802.11a/b/g/n/ac, e tecnologia Quick Charge 4.0. A GPU utilizada neste SoC é a Adreno 540 com suporte a DirectX 12, Vulkan e OpenGL ES 3.2. Outra novidade é o Qualcomm Heaven, uma plataforma de segurança integrada ao SoC que iria melhorar a precisão da biometria e tornar os dispositivos mais seguros. Por fim, ele traz memória LPDDR4X (29.8 GB/s).

Veja conteúdos relacionados ao Snapdragon 835

Alguns dos primeiros dispositivos anunciados com o Snapdragon 835 são: Samsung Galaxy S8 e S8+, Xperia XZ PremiumXiaomi Mi 6, modelos Pixel da Google (rumor), PCs ARM com Windows 10, Nokia 9 e Nokia P1 (rumor) e headsets VR.


Snapdragon 845

Specs aqui

 

O Snapdragon 845 chegou ao mercado, em 2017, com a promessa de ser o mais poderoso chipset mobile do mundo — ao menos para dispositivos Android. Dentre todas as novas tecnologias que a companhia trouxe para a plataforma na época, a mais impressionante é a de emulação de arquitetura x86, que permite a produção de notebooks com um chipset mobile e Windows 10.

Uma das principais diferenças entre o Snapdragon 845 e a geração anterior é o novo modem Qualcomm X20. Enquanto o Snapdragon 835 já alcançava velocidades Gigabit LTE (conexão 4G com 1Gbps de velocidade de transferência), o novo chipset chega a valores 20% maiores, de até 1,2 Gbps. Outra novidade importante é a tecnologia de 5x carrier aggregation, que permite usar 5 frequências de 4G conectados e Multiple Input Multiple Output 4 x 4 em 3 carriers agregados. Ambas as tecnologias permitem uma internet móvel mais rápida e estável.


Snapdragon 855 e 855 Plus

Specs Snapdragon 855 | Specs Snapdragon 855 Plus

 

O Snapdragon 855 foi relevado no início de dezembro de 2018 com o pacote completo de melhorias incrementais. Ele trouxe 3x mais desempenho do que a geração de processadores anterior e, de acordo com a Qualcomm, era 2x mais rápido que a mais recente plataforma de empresas rivais para Android na época - ele também era capaz de bater o A12 bionic do iPhone

Na Snapdragon Summit de 2018, muito se falou de avanços IA, e o 855  introduz a 4ª geração do motor de inteligência artificial da Qualcomm. O processador trouxe ainda um componente chamado de "computer vision processor", dedicado à identificação de objetos em imagens - o que o torna mais eficiente tanto em fotos quanto realidade aumentada, por exemplo. 

Outra novidade foi o 3D Sonic Sensor, tecnologia que permitiu introduzir um leitor de digital in-display mais preciso em dispositivos equipados com o Snapdragon 885. Ele consegue fazer a leitura de digital em três dimensões, pegando além da digital detalhes como poros da pele.

E especificamente para os gamers, tivemos o anúncio do Elite Gaming, uma cooperação da Qualcomm com os principais desenvolvedores de games para alcançar alta qualidade gráfica, de áudio e  boa autonomia. 

Um dos aparelhos que chegaram ao mercado com o Snapdragon 855 foi o Zenfone 6 da Asus.

Snapdragon 855 Plus

Até esse momento, a Qualcomm costumava lançar apenas um chip topo de linha por ano, mas ela decidiu inovar em 2019 e anunciou, em julho, uma versão melhorada do "processador mais potente para smartphones": o Snapdragon 855 Plus.  Este, por sua vez, prometia um aumento de desempenho para funções como jogos e realidade virtual. 

O novo topo de linha octa-core com núcleos  Kryo 485 e GPU Adreno 640 entrega 15% mais poder de processamento gráfico que o seu "irmão mais velho" e alcança frequências de até 2,96 GHz. Para comparação, o 855 convencional chega a 2,84 GHz.

Assim como o 855, o modelo plus  possui um motor de processamento de inteligência artificial que aguenta 7 trilhões de operações por segundo. Outras melhorias incluíram suporte aprimorado para Vulkan e tecnologias do Elite Gaming Experience.

O primeiro aparelho equipado com o Snapdragon 855 Plus foi o ROG Phone 2, segunda geração do smartphone da Asus totalmente focado para a experiência gamer.


Snapdragon 865

A Snapdragon Summit 2019 aconteceu entre os dias 3 e 5 de dezembro e nela foi apresentado o mais novo integrante da série 800: o Snapdragon 865. Ele conta com CPU Kryo 585 e  GPU Adreno 650, e seus três pilares são: Inteligência Artificial, poder de câmera e experiência gamer. Para a GPU, a Qualcomm promete uma melhoria de 25% de renderização de gráficos e 35% mais eficiência, enquanto a CPU deve trazer também  um aumento de 25% em desempenho.

O processador traz o sistema de modem-RF Snapdragon X55 5G de segunda geração, plataforma 5G mais avançada do mundo, de acordo com a Qualcomm. O modem é compatível com LTE, 2G e 3G, além de ter suporte para mmWave sub-6GHz

Sobre imagem, ele aguenta sensores de até 200MP e um fluxo de até  2 gigapixels (GP) por segundo. Isso indica que, no futuro próximo, podemos ter boas novidades 8k 30fps, por exemplo.

A Qualcomm também deu uma boa atenção ao público gamer e à experiência de jogo desejada por ele com o programa Elite Gaming. Alguns dos grandes destaques são a chegada do suporte para atualização de drivers em smartphones o suporte a displays de 144Hz. Esse último estará aliado a outros recursos como o Game Smoother, que promete entregar uma taxa de quadros constante independente da atualização usada na tela, e o Motor de Performance Gráfica Adaptativo, software que analisa o código do jogo e busca equilibrar a produção dos quadros para uma experiência mais fluida e confortável nos celulares, sem stutterings ou instabilidades que prejudicam especialmente nas partidas competitivas.

Ainda para os jogadores, também foram anunciados o Desktop Foward Rendering, conjunto de APIs gráficas dedicadas a trazer o nível de qualidade visual presente nos consoles e PC gamers aos celulares, e a tecnologia HDR Fast Blend, que promete identificar a complexidade de uma cena e otimizar o fluxo de trabalho do chip gráfico para entregar até o dobro de desempenho em alguns cenários, entre várias outras ferramentas.

O Snapdragon 865 ainda traz suporte a:

  • Wi-Fi 6 (Qualcomm FastConnect 6800 Mobile Connectivity),
  • Memória LPDDR5 (2750MHZ);
  • Bluetooth 5.1; e
  • True Wireless Stereo (TWS).

Nesse contexto, ele promete trazer saltos de desempenhos e conectividade "incomparáveis" para os smartphones da próxima geração.  


Neste link da Qualcomm é possível comparar todos os processadores Snapdragon.

Tags
  • Redator: Saori Almeida

    Saori Almeida

    Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.