Ainda vale a pena comprar um Wii U?

Três anos depois de seu lançamento, será que o console ainda vale a pena?
Por Andrei Longen 26/11/2015 16:36 | atualizado 25/11/2019 11:52 Comentários Reportar erro

O Wii U recentemente completou 3 anos de mercado. Lançado em novembro de 2012, o console da Nintendo até pode não ter decolado em vendas, mas é impossível não reconhecer que o videogame trouxe inúmeros jogos exclusivos de qualidade, um controle inovador, funções de uso interessantes e serviços extras complementares. 

2 anos de PS4 e XOne: qual vale a pena comprar?

Por isso, se você está em dúvida se vale a compra do console, trazemos abaixo um guia para conhecer um pouco mais dos principais atrativos do Wii U. A matéria não faz comparativos com consoles concorrentes e nem dita se é melhor ou pior. A ideia é apresentar os diferenciais da plataforma para ajudar a você decidir suas futuras compras.

Quem gosta de Nintendo e das experiências diferenciadas dos jogos da empresa tem pelo menos dois motivos para considerar a compra do Wii U: a qualidade muito acima da média dos games e a certeza de que não vai encontrar estes jogos em nenhuma outra plataforma. A proposta aqui é: pouco sangue, criatividade e foco total na diversão, inclusive no quase extinto couch multiplayer.  

Sem ofertas multiplataforma relevantes, abaixo estão algumas recomendações de jogos exclusivos indispensáveis do videogame da Nintendo. 

 

  • Super Mario 3D World

A estreia 3D do personagem mais famoso do mundo dos games no Wii U não poderia ter sido da melhor forma. "Super Mario 3D World" é um jogo de plataforma que está entre os melhores desta geração de consoles. Os gráficos coloridos são perfeitos, a trilha sonora é cativante e a mecânica traz 4 personagens com habilidades únicas para usar em cada trecho. Os power-ups completam a diversidade da jogabilidade: revisitar cada fase garante a descoberta de novos segredos, itens e passagens secretas.  

 

- Continua após a publicidade -

 Sequência do game lançado em 2009 apenas para PS3 e X360, a exclusividade de "Bayonetta 2" garantiu ao novo game ser bastante superior ao primeiro. Os combates estão ainda mais apelativos, ação sem fim com combos impossíveis, gráficos de ponta cheios de efeitos de luz e trilha sonora metal-gospel que combina totalmente com a proposta. A aventura é divertida, empolgante e mais do que recomendada.  

 

 "Mario Kart 8" é a síntese de tudo o que de melhor existe na franquia: corridas empolgantes, uma avalanche de personagens para selecionar, pistas com muitos atalhos e segredos para descobrir, power-ups que dinamizam a jogabilidade e controles perfeitos. O foco aqui não é o realismo, mas na diversão acima de tudo. Ainda é possível competir online ou chamar mais três amigos para jogar no multiplayer local, uma característica dos games que, se não fosse pela Nintendo, estaria praticamente desaparecida.    

 

 "Super Smash Bros" pega a imensidão de personagens da Nintendo e joga todos eles em cenários bidimensionais com um único propósito: vê-los cair na porrada até cansar. Até 8 jogadores podem se digladiar em arenas interativas cujas temáticas trazem diversos elementos de franquias consagradas da produtora japonesa. Heróis de outras séries também dão as caras, como Cloud ("Final Fantasy VII"), Mega Man, Sonic The Hedgehog e Pac-Man.   

 

Numa proposta totalmente diferenciada, "Splatoon" traz elementos de FPS com plataforma. Mas em vez de tiros e muito sangue, arminhas que jorram tinta colorida por todos os lados. A ideia é demarcar territórios e, no controle de lulas super habilidosas, dominar seu espaço enquanto impede que a equipe adversária consiga fazer o mesmo. Há uma ótima variedade de armas, mapas e modos de jogo, sendo este último mais completo no online com amigos.  

- Continua após a publicidade -

 

  • FUTUROS EXCLUSIVOS

 O Wii U também tem vários títulos exclusivos que estão em produção e que prometem enriquecer a biblioteca do videogame. Algumas das maiores promessas do console que vão chegar às lojas a partir do final deste ano e no ano que vem são "Xenoblade Chronicles X", "Star Fox Zero", "The Legend of Zelda", "Mario Tennis Ultra Smash", "Shin Megami Tensei X Fire Emblem" e "Pokkén Tournament".  



 

 

  • Segunda tela com GamePad

O GamePad é o controle do Wii U. Híbrido entre tablet e joystick, permite usar uma série de interações exclusivas no próprio controle que nenhum outro console possibilita. Uma delas é o Segunda Tela, recurso que expande a experiência do usuário em cada game jogado. É possível se desvincular totalmente da TV principal e continuar jogando remotamente apenas no GamePad, sem a necessidade de qualquer tipo de conexão com a internet.

Já no modo padrão que usa o televisor, o controle permite acesso a informações extras sobre personagens, detalhes da história, mapas interativos, menus completos e itens de jogo a qualquer momento. Tudo ao alcance dos toques dos dedos, sem precisar instalar aplicativos adicionais ou a obrigatoriedade de possuir um smartphone ou console portátil compatível. O GamePad ainda funciona como controle remoto da própria TV.

 

  • Retrocompatibilidade

Uma das funções mais bacanas do Wii U é a retrocompatibilidade nativa com jogos de Wii. O processo não é feito por emulação, mas vem pronto para usar direto de fábrica. Basta inserir o disco do console de geração passada para jogar sem qualquer tipo de problema ou instalação adicional. Todos os títulos de Wii são retrocompatíveis com Wii U, adicionando uma biblioteca extra para se divertir. 

A retrocompatibilidade só funciona com versões físicas, pois jogos de Wii não eram vendidos digitalmente na loja online do videogame à época. Para jogar a versão digital de qualquer jogo de Wii, será preciso comprar esta versão mesmo que já tenha a cópia física dele. Além disso, o Wii U também roda games de NES, SNES e Nintendo 64, todos vendidos no Virtual Console, a loja de games clássicos da plataforma. Não há compatibilidade com games de GameCube.

 

  • MiiVerse

É a rede social do Wii U. Permite que você crie um perfil, use o seu Mii (avatar) e interaja com milhões de jogadores da plataforma. É possível trocar mensagens instantâneas por texto, saber onde estão localizados os contatos mais próximos e conhecer o que todos estão jogando naquele momento. Adicionar usuários e conversar está ao alcance de apenas um toque na tela do GamePad.

Um dos principais atrativos do MiiVerse são as comunidades dedicadas aos principais jogos. Funciona como um grande fórum que possibilita pedir ajuda para os trechos mais difíceis, compartilhar fotos e vídeos específicos sobre cada game, compartilhar desenhos feitos pelos próprios usuários ou, ainda, simplesmente trocar umas ideias com outros jogadores. 

 

 

  • Entretenimento multimídia

Nem só de games vive o Wii U. Da mesma forma como acontece nos outros consoles desta geração, o videogame da Nintendo também oferece uma gama de conteúdos multimídia para o usuário acessar quando quiser dar um tempo na jogatina diária.

Opções diversas de entretenimento se dividem em filmes, seriados, programas de TV, desenhos animados, animes, concertos e videoclipes. Os principais aplicativos disponíveis para estes conteúdos são Netflix, Amazon Instant Video, Crunchyroll, YouTube e HuluPlus. Alguns precisam de assinatura para serem usados.

O preço do Wii U é uma das questões mais delicadas na hora de considerar a sua compra. Primeiramente, saiba que o videogame deixou de ter representação no Brasil no começo deste ano. Isso significa que ele tem suporte oficial praticamente nulo, nenhuma garantia de reparo em caso de problemas e preços bem menos acessíveis, tanto para o console, quanto para os jogos.

O Wii U pode ser encontrado por preços a partir de R$1799. Mas esse valor só vale para o mercado paralelo (importadoras físicas ou online), já que é impossível encontrar o aparelho nas principais redes varejistas. Estas mesmas lojas não-oficiais às vezes oferecem algum tipo de garantia e suporte em caso de problemas. Mas é recomendado ficar atendo às condições impostas por cada ponto de venda. 

Em relação aos jogos, os preços variam de R$230 a R$350 para os lançamentos, dependendo da combinação entre a expectativa por cada título e do quanto os lojistas querem tirar de lucro sobre cada unidade vendida. Já os games em acervo costumam ser encontrados por preços a partir de R$80. Este valor pode ser ainda menor, dependendo do tempo em que o jogo está circulando pelo mercado. Não existe eShop brasileira no Wii U é é obrigatório criar uma conta internacional para comprar e jogar games digitais.

Caso esteja indeciso quanto à compra do Wii U, leve em consideração se você simpatiza com o histórico da Nintendo na indústria e se sente falta das franquias consagradas da empresa, como "Super Mario", "The Legend of Zelda", "Donkey Kong", "Star Fox", "Super Smash Bros" e "Pokémon". Os jogos exclusivos são as justificativas máximas para a aquisição da plataforma.

Analise também se conteúdos multimídia e funcionalidades únicas, como uma rede social exclusiva, retrocompatibilidade e segunda tela com o GamePad, são diferenciais indispensáveis para o seu divertimento como um todo. Feito isso, contrabalanceie todos os pontos com os seus preços, buscando equilibrar atrações atuais com as que virão a longo prazo.

Sua decisão estará mais perto da realidade quando tiver uma ideia do quanto você está disposto a gastar em tudo. Mas se nenhuma destas características agradar, não tem problema: existem outras plataformas disponíveis no mercado e cada uma delas têm seus próprios diferenciais. No fim das contas, independente da sua escolha, o que vale mesmo é se divertir.

 

 

 

Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.