- Publicidade -

O Windows 11 na ESPECIFICAÇÃO MÍNIMA? Será que é ruim?

Um modesto dual-core a 1GHz e 4GB de RAM não é pouco para usar o novo sistema operacional?

Quando chega uma nova versão de Windows sempre surge uma desconfiança: será que a atualização de sistema não vai disparar a obsolescência programada do meu computador e transformar ele em uma carroça? Um fator favorável para o Windows 11 é seus requerimentos de sistema, que são bem modestos. Na recomendação oficial do sistema temos:

- Processador: 1 gigahertz (GHz) ou mais rápido com 2 ou mais núcleos em um processador de 64 bits compatível ou System on a Chip (SoC)
- Memória: 4 GB de RAM
- Armazenamento: Dispositivo com armazenamento de 64 GB ou mais
- Firmware do sistema: UEFI, compatível com Inicialização Segura
- Trusted Platform Module (TPM) versão 2.0
- Placa gráfica: Compatível com DirectX 12 ou posterior com driver WDDM 2.0
- Tela: Tela de alta definição (720p) com mais de 9 polegadas na diagonal, 8 bits por canal de cor
- Conexão com a Internet: Conta da Microsoft e conectividade com a Internet necessárias para a configuração do Windows 11 Home

Essas recomendações parecem bastante razoáveis, e com algumas exceções como o TPM 2.0, tem muito sistema antigo que dá conta. Mas como será essa "experiência mínima" na prática? Vamos testar montando uma máquina passando o mais perto possível dessa recomendação, e sentir como é usar um computador nessas especificações!

Para esse experimento, vamos com o seguinte hardware:

- AMD A8-7670K (quad-core @3.6GHz boost a 3.9GHz)
- Gráficos integrados AMD Radeon R7 Graphics @757Mhz (6 unidades)
- 4GB memória DDR3 @1333MHz
- Placa-mãe MSI A88XM Gaming
- HD 2,5" de 64GB 5400RPM e também SSD SATA III

- Continua após a publicidade -

Como devem ter reparado, temos uma coisa faltando: o suporte ao TPM 2.0. Mas como já mostramos em outro artigo, não é difícil resolver isso e tornar viável instalar em sistemas sem essa tecnologia. Não sabemos como será a política da Microsoft em continuar o suporte e atualizações a sistemas que não cumpram o requisito do TPM, então não recomendamos que você faça isso em seu PC se ele não receber a atualização para o Windows através da central de atualizações do sistema. 

Apesar de não haver especificações sobre qual o tipo de armazenamento, apenas a quantidade que precisa estar disponível, testamos a experiência com dois tipos: um HD de 2,5" bastante antigo e lento, e também um SSD SATA III, com o intuito de ver a diferença do sistema lidando com esses tipos diferentes de mídia de dados.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

- Publicidade -

Mais vídeos










O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.