Resident Evil Village se dá bem com um PC fraquinho?

Testamos na GTX 1050 Ti e até sem placa de vídeo!

Resident Evil Village é um ótimo jogo segundo nossas impressões, e também recebeu uma análise bastante positiva no site. Mas será que o jogo, que tem um pé na nova geração e outro na antiga, manda bem na otimização? Será que seu PCzinho mais modesto dá conta de encarar o game?

Link para compra na Steam
Link para compra na Nuuvem

Os requisitos mínimos não são dos piores. A GeForce GTX 1050 Ti tem sido a salvadora de muito PC em tempos de preços impossíveis (para Radeon a recomendação é a RX 560), enquanto processador dá pra ir com um Core i5-7500 ou um Ryzen 3 1200, ou seja, não precisa ser um quad-core dos mais potentes.

Nossos testes começam com o PC Baratinho, que vem equipado justamente com a GeForce GTX 1050 Ti dos requisitos mínimos, pareada com um quad-core mais moderno, o Core i3-10100F. As specs completas incluem:

- Intel Core i3-10100
- 2x8GB DDR4 TeamGroup @2400MHz
- Asus Prime H410M
- Nvidia GeForce GT 1050 Ti 
- Fonte Thermaltake Smart 500W

- Continua após a publicidade -

Com esse hardware não temos um resultado ruim. Dá para achar desde uma configuração em 30fps com mais qualidade gráfica, até ir baixando a qualidade e resolução para atingir os 60fps, dependendo da preferência do jogador. É um cenário que não se pode ter tudo, mas ambas as opções são interessantes.

Mas como gostamos de ir audaciosamente onde nenhuma configuração deveria ir, vamos mais fundo e puxamos as especificações para abaixo das recomendadas, deixando até de lado uma placa de vídeo dedicada e jogando em gráficos integrados. Para nossos testes, o PC da Crise vem equipado com o seguinte hardware:

- Processador AMD Ryzen 3 3200G
- Gráficos integrados no CPU Vega 8
- Placa-mãe ASUS A320M-K/BR
- 2x8GB DDR4 Teamgroup T-Force Vulkan @3000MHz
- Fonte de 300W SFX 80 PLUS

- Continua após a publicidade -

No segmento "o que vier é lucro" dos PCs gamers, veio lucro. Nossa máquina mais limitada para jogos, surpreendentemente, consegue entregar também uma experiência a 60fps, mas com o gráfico no mínimo e uma escala de tristes 50% da resolução 1080p, ou seja, um "belo" 490p. É feio, mas é fluido.

Abrindo mão da fluidez e aceitando jogar a 30fps temos avanços consideráveis na qualidade gráfica, mas longe de ser gráficos para se orgulhar. Ainda assim, considerando que nosso PC da Crise não é uma máquina para encarar lançamentos "triplo A", só ser viável o gameplay já é uma vitória.

Além do PC, Resident Evil Village chega no dia 07 para Playstation 4 e 5, Xbox One e Series S/X e também o Google Stadia. Ele já está em pré-venda nessas plataformas.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Mais vídeos










O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.