ROG Phone 5: melhor que PC Gamer?

A nova geração da ASUS tem números impressionantes

O ROG Phone 5 chegou com especificações impressionantes. Com um hardware especializado em games, ele tem desde componentes topo de linha em performance até modificações em seu design para melhorar a performance do gamer em suas franquias favoritas.

Com uma convergência óbvia entre as demandas entre um gamer nos smartphones e um do tradicional PC gamer, algo impressionante está acontecendo: estamos vendo as especificações de uma máquina para entusiastas nos computadores começar a ser alcançada (ou até ultrapassada!).

18GB de RAM: porque sim

Começando pela especificação que mais vai chamar a atenção: ele tem 18GB de RAM em seu modelo mais avançado, o ROG Phone 5 Pro traz impressionantes 18GB LPDDR5, sendo assim o primeiro aparelho com essa especificação. Em geral, recomendamos 16GB de memória em dois módulos de 8GB. A frequência também chama a atenção: o ROG Phone opera em 3200MHz, um patamar que começou a se popularizar apenas recentemente nos PC Gamers.

- Continua após a publicidade -

O LPDDR5 em algumas diferenças comparado ao DDR5 de um desktop. A mais importante é o consumo, com tensão elétrica de operação muito mais baixa e estágios de baixíssima tensão disponíveis. Muda também a interface de memória. Enquanto o DDR5 traz um canal de 32bit por memória, chegando a 64bits em um dual-channel (formado quando usamos dois módulos de memória) o LPDDR5 tem uma interface de 16-bit por módulo, sendo que smartphones usam apenas um módulo de memória.

O armazenamento fica por conta do padrão mais recente do Universal Flash Storage, o UFS 3.1. Ele tem um limite teórico de 2900MB/s, que não faz frente ao que há de melhor em um SSD para computadores, com os SSD NVMe na tecnologia PCIe 4.0 e seus 5000MB/s. Mas fica em um patamar ótimo frente a um SSD NVMe na tecnologia 3.0, com os modelos atingindo em torno de 2000MB/s, e é consideravelmente melhor que um SSD SATA, que fica na casa dos 500MB/s. Considerando a atual adoção da tecnologia PCIe 4.0, o mais provável é queo ROG Phone tenha um armazenamento mais eficiente que seu computador.

A velocidade do armazenamento nos smartphones rivaliza com bons SSDs do PC

Na tela temos outro paralelo interessante. Assim como os computadores, os displays dos smartphones tem cada vez taxas mais altas de atualização, com o mesmo objetivo: gameplay mais fluido e vantagem competitiva. Mas os smartphones possuem outra especificidade: a tela também é por onde são feitos os comandos e por isso ele precisa de altíssima responsividade. No caso do ROG Phone 5 temos 300Hz de taxa de amostragem de comandos, com a latência dos comandos sendo de 24ms, de acordo com testes da Asus.

- Continua após a publicidade -

E o hardware? No PC Gamer, processador e placa de vídeo são as estrelas das configurações. sendo as peças indispensáveis para ao alto desempenho. No celular temos as duas coisas juntas no SoC, o sistema-em-um-chip, e o ROG Phone 5 traz um peso-pesado: o Qualcomm Snapdragon 888.

Esse chip é feito na tecnologia de 5nm, algo que ainda não existe nos computadores domésticos. Isso faz sentido já que a redução no transistor é especialmente crucial para portabilidade e eficiência energética, uma demanda muito mais presente em um celular do que em um desktop.

A arquitetura heterogênea de núcleos econômicos e núcleos para performance está fazendo o caminho contrário: saindo dos celulares e indo para os computadores

Por ter demandas tanto de performance quanto de economia de energia, ele usa uma microarquitetura heterogênea, com um núcleo de alto desempenho, o ARM Cortex-X1, com boost até 2.84GHz, mais três núcleos de alto desempenho ARM Cortex-A78 e, por fim, quatro ARM Cortex-A55, que atingem no máximo 1.8GHz e são muito econômicos, garantindo uma maior durabilidade de bateria quando o aparelho está ocioso. No PC não temos arquiteturas heterogêneas de processador... até agora. A Intel vai trazer na 12ª geração Core, codinome Alder Lake, um processador com núcleos de alto desempenho e outros de alta eficiência. Parece familiar, não? Nos gráficos entra em ação o Adreno 660, que promete 35% mais performance que o modelo antecessor.

Devem ter reparado nas frequências: sim, para o mundo do PC, isso aí é clock de CPU de entrada, tipo Intel Celeron. Isso é onde um smartphone gamer não tem como buscar os PCs: com muito mais espaço e sistema de resfriamento mais robusto, nós temos processadores superando os 5.0GHz e placas de vídeo acima dos 2500MHz. Mas as empresas tentam dentro do possível resfriar o que dá em tão pouco espaço.

Outra novidade do ROG Phone 5 é o novo sistema de resfriamento, que dividiu a bateria em duas para tornar possível o SoC no centro do aparelho. Logo acima dele é posicionado uma câmara de vapor, uma tecnologia usada pra arrefecer o calor em dispositivos como o Xbox Series X e também alguns projetos de placas de vídeo. No caso do celular da Asus um acessório adicional, o Aeroactive Cooler 5, pode trazer um sistema de resfriamento ativo com fans, assim como em computadores de alta performance. Assim ele consegue diminuir até em 10ºC a temperatura do CPU e aumentar o tempo em que o chip da Qualcomm opera em alta frequência.

É interessante ver essa confluência dos hardwares dos celulares e dos computadores, já que as demandas de um gamer em ambas as plataformas não são muito diferentes. Mesmo com espaços tão limitados, alguns projetos como o ROG Phone realmente estão levando algumas specs aos extremos, então é melhor ir se acostumando: os smartphones melhores que seu PC em algumas configurações vão se tornar cada vez mais comuns. Não que isso seja um problema: isso quer dizer mais uma plataforma buscando entregar uma experiência de qualidade para nossos gameplays.

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Em jogos single-player como Resident Evil Village, você prefere:

Mais vídeos










O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.