Ainda Vale a Pena a GeForce GTX 680?

A topo de linha de 2012 sobrevive a 2021
Por Diego Kerber 28/01/2021 17:22 | atualizado 28/01/2021 19:45 Comentários Reportar erro

Hoje vamos nos adentrando mais na escuridão, abraçando a insanidade dos preços e procurando cada vez mais "para trás" para encontrar opções viáveis de jogar no PC, e não arrebentar o orçamento no processo.

Veja todos os episódios do "Ainda Vale a Pena"

Hoje vamos pegar uma topo de linha idosa, a GTX 680. Essa que já foi a placa de vídeo mais rápida do mercado hoje tem seus 9 anos de vida, já saiu de linha, mas eventualmente aparece para compra usada pela internet. Será que o melhor de 2012 ainda faz alguma coisa em 2021?

Análise da Nvidia GeForce GTX 780
Site oficial GeForce GTX 680

Bancada de testes:

- Continua após a publicidade -

- CPU Intel Core i9-10900K
- Placa-mãe ASUS Maximus XII
- 16GB (2x8GB) G.SKILL DDR4 @3200MHz
- Coolermaster V1200 Platinum

Na próxima quinta-feira (28/01) a partir das 20h, horário de Brasília, Diego Kerber (@kerberdiego) e Cassiano Presoto (@presotocassiano) vão colocar um hardware mais antigo que a galera quer ver em ação, mostrando como foi a passagem do tempo para esse componente. 

O "Ainda vale a pena" é mais um quadro experimental da galera da redação do Adrenaline, feito fora do horário do expediente normal. As doações feitas no superchat serão repassada aos participantes do programa, e serão bem-vindas como um gesto de apreço pelo nosso trabalho e também incentivo para os quadros que a galera achar mais relevante, e que querem que continuem. A gente explica um pouco a ideia aqui abaixo:

  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

Mais vídeos










O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.