Modo gamer de antivírus funciona? Testamos o Kaspersky Security Cloud

Game mode promete não impactar o desempenho de seus games e manter a segurança
Por Diego Kerber 03/08/2020 19:05 | atualizado 18/09/2020 17:09 Comentários Reportar erro

Desde os aumentos dos preços dos hardwares, não está fácil montar uma máquina para jogar. Com muita gente precisando ficar "mais modesto" na aquisição dos componentes de seu PC, não estamos com muita margem sobrando para rodar nossos títulos favoritos.

Site oficial do Kaspersky Security Cloud

A convite da Kaspersky testamos uma nova tecnologia da empresa que cai muito bem nesse contexto: o Game Mode. Através desse recuso, a Kaspersky promete que seu software e proteção contra ataques e softwares maliciosos não irá impactar na performance do sistema, e que sua máquina continuará mantendo o mesmo nível de desempenho enquanto mantem em ação a proteção das tecnologias da empresa.

Sua atuação é bem simples: quando ele percebe uma aplicação em tela cheia sendo executada, ele não realiza verificações em segundo plano que podem impactar negativamente no desempenho, como buscar por atualizações nas bases de dados de ameaças ou fazer uma varredura no sistema. Notificações também não serão exibidas, evitando distrações durante o gameplay.

- Continua após a publicidade -

Para nossos testes, escolhemos uma cobaia doméstica: o um PC de uso pessoal da equipe, cheio de aplicativos rodando em segundo plano, e com coisas muito usadas por gamers como Discord, GeForce Experience, uma dezena de lojas de aplicativos, entre outros iniciando junto com o Windows. Dessa forma, tentamos recriar uma situação mais realista de uma máquina para jogos, cheia de coisas já instaladas e também disputando recursos do sistema.

A máquina de testes usa:

- AMD Ryzen 5 2600X
- AsRock Fatal1ty AB350 Gaming-ITX/ac
- 2x 8GB DDR4 @3000MHz
- EVGA GeForce RTX 2060 Super
- Silverstone Sugo SG08


Para os testes trouxemos 4 games. Counter Strike Global Offensive é o representante dos Esports, com alta demanda por taxas de quadros, Assassin's Creed Odyssey nos mostra um game exigente tanto em CPU quanto GPU, GTA V é um game extremamente popular e também exigente em CPU e latências de memórias, e Civilization VI será usado para verificar impactos no processador.

Rodamos os testes em duas situações. Primeiro antes da instalação do anti-vírus, e depois como Kaspersky instalado e com o modo jogo ativado. Monitoramos tanto a performance quanto o uso de recursos do sistema, como processador em memória RAM. Os resultados são um tanto entediantes de ver, mas cá estão:

- Continua após a publicidade -

A maior diferença numérica aconteceu em CSGO, onde tivemos uma redução em 10fps com o Kaspersky Security Cloud e seu modo game presente. Apesar do valor bruto parecer relevante, no gráfico fica evidente que não é bem assim:

Em um contexto acima dos 250 quadros por segundo, esses 10fps estão bem abaixo de nossa margem de erro, que é na casa dos 5%. Ou seja: a variação é baixa demais para ser considerada relevante, podendo desaparecer dentro de mudanças naturais na performance entre rodadas de um teste em um mesmo sistema.

Também verificamos o consumo de memória e de uso do processador, e novamente encontramos variações baixas demais para representar um impacto no funcionamento do computador. Em uso cotidiano, o antivírus e sua suíte de funcionalidades não costuma ultrapassar os 200MB de uso da RAM, e seus processos somados nem chegam a 1% da capacidade do processador, quando o app está em modo ocioso, e subindo para 3% durante uma verificação completa.

Com nossa rodada de testes podemos concluir que o Kaspersky Security Cloud não impactou no desempenho dos games, entregando a proposta de não tirar desempenho de uma máquina gamer. Mesmo em outras funções, o aplicativo não mostrou sinais de atrapalhar o desempenho da máquina em outras funções.

O KSC é uma suíte de proteção para múltiplos dispositivos, podendo atuar também em smartphones Android e iOS, bem como computadores com MacOS e Windows. Além da proteção contra malwares, ele traz utilitários como armazenador de senhas, navegador dedicado a criptografia para proteger suas transações financeiras e também monitoramento de uso do sistema, servindo para alertar quando um app pede acesso à webcam ou um aplicativo está desatualizado e usando muitos recursos do computador.

O Kaspersky tem possui um modelo de licenças por dispositivo, e quem quiser testar as funcionalidades pode usar o serviço por 30 dias gratuitamente, antes de decidir se vai adquirir uma licença para um ou mais dispositivos. Você pode baixar o app de testes nesse link.

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

Mais vídeos










O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.