Oito empresas são processadas por uso de programa espião em smartphones

Os advogados das firmas Sianni & Straite LLP, Eichen Crutchlow Zaslow & McElroy LLP e Keefe Bartels L.L.C. entraram com uma ação pública contra oito companhias envolvidas no "escândalo do software de monitoramento de celulares", na definição dos acusadores. O processo corre no tribunal federal de Delaware, nos Estados Unidos, e vai colocar as fabricantes Apple, HTC, Samsung e Motorola no banco dos réus.

As operadoras AT&T, Sprint e T-Mobile também estão sendo acusadas, além, é claro, da CarrierIQ, empresa responsÁvel por desenvolver o aplicativo espião. Descoberto na semana passada, ele vem instalado nos aparelhos vendidos junto a operadoras e monitora todas as atividades do usuÁrio, enviando os dados para um servidor remoto com propósitos que ainda não ficaram claros.


Tendo isso em vista, os advogados afirmam que o software é "uma violação sem precedentes dos direitos de privacidade de 150 milhões de usuÁrios de celulares". A CarrierIQ alega, por sua vez, que o app em questão é uma ferramenta de diagnóstico para fornecer às operadoras e fabricantes informações detalhadas sobre as causas de quedas nas ligações e outros problemas de desempenho e que não envia informações pessoais em tempo real.

Mesmo assim, desde a descoberta do "espião", vÁrias empresas estão sofrendo processos, jÁ que o software estÁ presente em dispositivos de diversos fabricantes e operadoras. Na semana passada, a CarrierIQ, a Samsung e a HTC começaram a enfrentar suas primeiras ações judiciais.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.