Câmara aprova proposta que reduz preço de games no Brasil

Os gamers brasileiros sabem que, por aqui, os preços dos jogos não são nada atrativos. E jÁ explicamos detalhadamente aqui no Adrenaline por que isso acontece. No entanto, essa situação pode virar coisa do passado logo logo.

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e InformÁtica da Câmara dos Deputados aprovou ontem (30/11) uma proposta que promete baixar os preços dos games no país, ao estender a eles os benefícios fiscais da Lei da InformÁtica.



Assim como ocorreu recentemente com os tablets, os jogos eletrônicos poderão aproveitar a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), desde que os fabricantes invistam parte do faturamento em pesquisa e desenvolvimento. Além disso, as alíquota de PIS e Cofins incidentes sobre a importação de games serão simplesmente reduzidas a zero.

Conforme informações do UOL Jogos, a proposta não precisa passar pelo PlenÁrio, apenas pelas comissões designadas para analisÁ-la: a de Finanças e Tributação, de Constituição de Justiça e de Cidadania. A medida é de autoria do deputado Hugo Motta (PMDB-PB) e agrupa sugestões de três projetos: o Projeto de Lei 514/11, do deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP), e os PLs 899/11, do deputado Mauro Mariani (PMDB-SC), e 943/11, do deputado Sandro Alex (PPS-PR).

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.