Maioria dos provedores no Brasil ainda oferece velocidade de até 512Kbps

O mercado de provimento de acesso à Internet no Brasil é altamente concentrado: 80% das conexões fixas são fornecidas por apenas seis dos 1.934 provedores existentes. A velocidade oferecida também é centralizada em poucas faixas, sendo que a maioria deles oferece apenas até 512Kbps.

Os dados são da primeira edição da Pesquisa TIC Provedores, realizada pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br) e divulgada pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br, entidade civil que implementa as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br.



O levantamento foi feito a partir da anÁlise do cadastro nacional de provedores, construído com o apoio das associações nacionais de provedores, da Teleco – Inteligência em Telecomunicações e da Anatel, entre junho de 2010 e junho de 2011.

A oferta de até 512Kbps estÁ presente na maior parte dos provedores, representada por 89%, enquanto 81% oferecem entre 512Kbps a 2Mbps. Só 48% deles disponibilizam entre 2Mbps a 12Mbps. Confira aqui um mapa com as piores conexões do país. De todas as conexões banda larga, 57% usam a tecnologia DSL em rede telefônica e 23% utilizam a tecnologia cable modem. As redes sem fio ficam com 10% da fatia, enquanto 5% estão com cabo TP Ethernet e 4% acessam a rede via fibra óptica.

A atuação dos provedores também é geograficamente concentrada: 43% dos provedores atuam na região Sudeste, enquanto apenas 11% e 6% operam nas regiões Centro-Oeste e Norte, respectivamente. Isso reflete a distribuição do acesso domiciliar à Internet e evidencia que a concentração dos provedores no sudeste acompanha a concentração econômica do país: 56% do PIB é produzido nessa região.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.