Governo federal dos EUA nega ataque de crackers contra estação de água

As informações de que crackers teriam atacado uma estação de tratamento de Água em Illinois, nos Estados Unidos, foram desmentidas pelo governo federal, que diz que as autoridades do estado estavam confusas. O Departamento de Segurança Interna negou a invasão, afirmando que o relatório estava "baseado em dados brutos e não confirmados" e que, portanto, "jamais deveria ter se tornado público".

A explicação, no entanto, não estÁ sendo bem aceita por todos. Isso inclui Joe Weiss, especialista em sistemas de controle que descobriu a falha e reportou às autoridades. Ele desconfia da nova posição do governo jÁ que, observando o relatório que veio a público no início da semana, "em nenhum lugar a palavra ‘preliminar' foi usada."



Segundo a Wired, ele ainda nota que tanto o Departamento de Segurança Interna quanto o FBI e a polícia distribuíram esse relatório para outras instalações críticas do estado. "Ele estava apenas explicando os fatos. Como podem todos os fatos, de repente, desmoronarem?", questiona.

No dia 10 de novembro, as autoridades de Illinois produziram um relatório intitulado "Ciber intrusão no setor público de Água", expondo um ataque cracker feito a partir de um IP da Rússia contra uma das bombas de Água, que foi repetidamente ligada e desligada até queimar.

Ainda segundo o documento, os invasores conseguiram tomar controle do equipamento porque obtiveram acesso ao software de controle SCADA, invadindo, primeiramente, a rede da companhia que produz o software utilizado pela instalação. Os crackers roubaram nomes de usuÁrio e senha para ganhar acesso remoto à rede da estação.

Conforme Weiss, que obteve uma cópia do relatório, o documento diz que "ainda não se sabe o número de nomes de usuÁrio e senha obtidos do banco de dados da companhia de software e se outros sistemas SCADA foram atacados como resultado deste roubo." Apesar de todo o detalhamento, o governo federal afirma que o FBI não encontrou evidências de uma invasão nem de trÁfego malicioso vindo da Rússia. Tanto a agência quanto as autoridades de Illinois não quiseram comentar o assunto.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.