Logitech desiste do Revue, set-top box da Google TV

A Google TV prometia muito, mas, pouco mais de um ano após seu lançamento, ainda estÁ longe de atingir a popularidade desejada. A Logitech e a Sony foram as únicas empresas que investiram em equipamentos desse tipo e, agora, a primeira estÁ abandonando o barco.

A set-top box Logitech Revue, lançada por US$299, agora é vendida por US$99. E, quando essas unidades acabarem, a empresa não irÁ reabastecer os estoques e "não tem planos de lançar outro modelo para substituí-la", afirmou a investidores o CEO da companhia, Guerrino de Luca.



O executivo diz que o Google TV era uma plataforma incompleta quando foi lançada e que ocorreram vÁrios erros na tentativa de emplacar a novidade. "Não é um erro de intenção, não é um erro de estratégia, é um erro de implementação de uma natureza gigantesca", afirmou.

O Google enfrentou alguns problemas com a oferta de conteúdo no sistema. A Disney e a NBC, por exemplo, bloquearam o seu material disponível no Google TV por causa da publicidade, que passaria a concorrer com a da televisão tradicional, o que traria prejuízos para os canais de TV. Isso pode ter sido um dos motivos que ajudou a afundar o Google TV. Em agosto, a base de usuÁrios da Logitech Revue ainda era muito pequena e o número de devoluções, inclusive, era maior que o de unidades vendidas.

Mesmo com o cenÁrio negativo, de Luca ainda vê um futuro para o sistema. "A integração da televisão com a Internet é inevitÁvel, mas a idéia de que isso ocorreria no Natal de 2010 foi muito mal mal orientada e nos custou muito caro", lamenta.

Pelo menos, quem jÁ adquiriu o equipamento recebeu, na semana passada, uma atualização do Android, que ganhou uma interface inspirada no Honeycomb e adicionou o suporte ao Android Market, além de trazer melhorias na performance e melhor integração com outros dispositivos tanto baseados em Android quanto em iOS.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual a sua marca de mouses para jogos favorita? - Pesquisa de Periféricos 2020

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.