Google nega que dará privilégios sobre o Android à Motorola

Com o anúncio da compra da Motorola Mobility pelo Google, em agosto, surgiram muitas dúvidas sobre o futuro do Android e qual seria, exatamente, o papel da Motorola, especialmente no que diz respeito às atualizações do sistema. O chairman Eric Schmidt, agora, resolveu se pronunciar sobre o assunto e garantiu que a companhia não terÁ nenhum privilégio.

"Não iremos mudar de forma substancial a maneira com a qual operamos", declarou o executivo. "Não iremos violar a abertura do Android."



Schmidt garantiu aos parceiros do Google que a negociação ocorrerÁ de forma que a Motorola continuarÁ atuando de forma independente. Mas o Venture Beat mostra que, em setembro, documentos do Google, revelados durante a disputa contra a Oracle, mostravam que a empresa trabalhou para fornecer à operadora Verizon e à própria Motorola o acesso às mais novas versões do Android antes dos concorrentes.

Pelo menos a linha de smartphones com Android puro, responsÁveis por introduzir as novas versões da plataforma no mercado, ainda não mudou. A linha Nexus continua sendo fabricada pela Samsung e o último modelo, o Galaxy Nexus, foi revelado em outubro. Vale lembrar também que a compra ainda depende aprovação de entidades de proteção do livre mercado nos Estados Unidos.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.