Autoridades alemãs confirmam uso de "cavalo-de-troia federal"

Cinco estados alemães admitiram o uso do cavalo-de-troia R2D2 para espionar suspeitos. Conhecido como "Bundestrojaner", ou "cavalo-de-troia federal", o malware tem sido utilizado em investigações de crimes como trÁfico de drogas hÁ aproximadamente dois anos, relata o Deutsche Welle.

As autoridades locais afirmam que usam o código malicioso de acordo com as leis alemãs, que permitem esse tipo de recurso como uma ferramenta adicional de escuta para interceptar conversas via Skype. No entanto, o grupo hacker Chaos Computer Club (CCC), que descobriu o malware na semana passada, contesta essa visão.



Os integrantes da equipe analisaram o código e descobriram que o R2D2 é capaz de muito mais além de espionar conversas como em uma escuta telefônica. Uma das suas funções, por exemplo, é a de permitir o controle remoto da mÁquina e capturar todas as teclas digitadas. Sem criptografia, o programa malicioso também permite que pessoas mal-intencionadas criem falsas provas. O CCC classifica o trojan, então, como "amador e ilegal".

Enquanto o governo federal nega o uso do R2D2, as autoridades estaduais prometeram rever o uso do software. O ministério da Justiça ainda pretende iniciar uma investigação em conjunto com os governos estaduais e federal. Se a anÁlise do CCC estiver correta, o emprego do cavalo-de-troia pode  ser considerado como violação à Constituição alemã, que permite somente a interceptação de ligações telefônicas via Internet e apenas com uma ordem judicial.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.