Brasil fecha primeiro semestre com 200 mil tablets vendidos

A IDC estima que, nos primeiros seis meses de 2011, o número de tablets vendidos no Brasil dobrou em relação a todo o ano de 2010. No período, foram vendidas aproximadamente 200 mil unidades, número que deve crescer para 450 mil até o final do ano.

Um dos fatores que estimula esse crescimento é a redução nos preços, que deve ficar entre 10% e 15%, conforme o gerente de pesquisas da ICD Brasil, Luciano Crippa. Até o final de 2011, o preço médio desses produtos deve ficar na média de R$1 mil.



Apesar do aumento nas vendas, o número ainda é pequeno quando comparado aos notebooks e smartphones, que no mesmo período atingiram a marca das 3,8 milhões e 3,9 milhões de unidades comercializadas, respectivamente."Os números mostram que existe demanda significativa para tablets no Brasil, mas o mercado ainda estÁ muito distante dos outros terminais móveis", afirma Crippa.

A previsão da IDC é que os tablets ultrapassem o primeiro milhão de unidades vendidas até o final de 2012. A firma ainda estima que, até 2015, a proporção de notebooks vendidos para cada tablet caia dos 19:1 atuais para 4:1.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.