Empresas pedem à Intel redução nos preços de CPUs para Ultrabooks

Por 20/09/2011 09:59 Comentários Reportar erro

Acer e Compaq pedem à Intel uma redução nos preços de processadores para Ultrabooks, de acordo com o site Fudzilla. As empresas reclamam da margem de lucro pequena que os novos aparelhos dariam em relação aos notebooks. Enquanto um notebook lucra de US$10 a US$20 para as fÁbricas, um ultrabook, se mantido o preço de US$1000, vai lucrar no mÁximo US$10.


A própria espessura dos Ultrabooks exigem um custo de produção maior. A resistência exigida do material é muito maior. A fabricação necessita de uma liga de alumínio e magnésio para substituir o chassis de plÁstico, que custa até sete vezes menos.

O presidente da Acer de Taiwan Scott Lin afirma que a Intel estÁ se recusando a subsidiar seus produtos e a baixar o preço inicial. Na verdade, a Intel estÁ aguardando que os preços caiam naturalmente com a popularização da tecnologia e o interesse de mais fabricantes.

Assuntos
Tags
  • Redator:

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.