Ultrabooks evoluirão com Ivy bridge e Haswell

No mês passado, quando Mooly Eden, Vice Presidente e Gerente Geral do PC Client Group da Intel, esteve pela primeira vez no Brasil, ele falou sobre Ultrabooks, Ivy Bridge e sobre a importância de oferecer uma grande experïência para os consumidores.

Hoje, em seu keynote no Intel Developer Forum 2011, Eden falou sobre os mesmos assuntos, mas trouxe mais detalhes sobre a terceira geração de processadores Intel Core, o Ivy Bridge, arquitetura que a Intel lançarÁ em 2012 e que pela primeira vez trarÁ um processo de fabricação de 22nm, diminuindo o tamanho do chip e o seu consumo de energia, que segundo o guru da Intel, serÁ um dos pontos chaves para alavancar o mercado de Ultrabooks, grande aposta da Intel frente a crescente do segmento de portÁteis, sobretudo tablets.

O Ivy Bridge, de acordo com Eden, serÁ o primeiro processador desenvolvido pela Intel pensando em uma lógica invertida. Até então a empresa fabricava o hardware, buscando sempre o melhor desempenho possível, depois o software se adapta as exigências de hardware e, por último, vinha a experiência do usuÁrio. Agora a pirâmide se inverte. O Ivy Bridge estÁ sendo concebido pensando na experiência do usuÁrio, levando em conta os modelos de uso possíveis, com o hardware adaptado a essas necessidades.

Ainda segundo o executivo, os consumidores deixaram de ser apenas espectadores, hoje todos são possíveis criadores de conteúdo, através da criação e compartilhamento de fotos, vídeos e músicas nos diversos serviços disponíveis online e isso estimulou a Intel a desenvolver produtos de acordo com as novas necesidades e interesses desses consumidores.

- Continua após a publicidade -

Ultrabooks: lado direito do cérebro e criação de conteúdo
O computador, como originalmente concebido, sempre foi para a maioria dos consumidores uma ferramenta de produtividade e estudo, Áreas lógicas e que estão relacionados ao lado esquerdo do cérebro. Segundo Eden, criar um dispositivo que consiga agregar essas características a criação de conteúdo, conectividade, compartilhamento e experiências mais imersivas, é um dos grandes desafios da indústria atualmente, e a Intel acredita que os Ultrabooks sejam capazes de quebrar essa barreira lógica e oferecer uma experiência única aos usuÁrios.


O executivo ressaltou ainda que os usuÁrios querem mobilidade sem compromisso, a um bom preço, com performance suficiente para criação de conteúdo e um design que reflete cada indivíduo, sendo necessÁrio para isso um dispositivo que combine hardware e software, portÁtil e que tenha autonomia de energia suficiente para as necesidades diÁrias do usuÁrio. Segundo Eden, o lançamento do Ivy Bridge, aliado a chegado do Windows 8 e aos esforços de parceiros e fornecedores da Intel, possibilitarão ao Ultrabook ofertar todas essas características em um único produto.

Para salientar que os esforços estão sendo feitos em conjunto por vÁrios segmentos da indústria, em busca de componentes mais finos e que consumam menos energia, Eden apresentou uma tecnologia bastante interessante que limita o número de vezes que a tela dos notebooks é atualizada (refresh) quando a imagem em sua tela estÁ estÁtica, economizando assim bastante energia no processo. A tela desenvolvida pela LG utiliza a tecnologia Shuriken e é mais fina e econômica que telas tradicionais.

Ultrabook em três fases
Eden destacou que os Ultrabooks chegarão ao mercado em três fases, cada uma delas adicionando benefícios de acordo com os diferenciais dos processadores que equipam os equipamentos e as tecnologias disponíveis neles. A primeira serÁ no Natal de 2011, com Ultrabooks equipados com processadores Sandy Bridge, a segunda fase até a metade de 2012, jÁ equipados com os novos processadores Ivy Bridge e a terceira fase, que completa o estÁgio de lançamento dos Ultrabooks, serÁ em 2013, com produtos equipados com processadores de codinome "Haswell", incorporando novas tecnologias que irão levar a economia de energia em dispositivos portÁteis a novos patamares, com até 10 dias de duração de bateria com o dispositivo conectado a internet em modo standby, melhorando a experiência da computação pessoal.

- Continua após a publicidade -

Assuntos
Tags
  • Redator: Jacson Boeing

    Jacson Boeing

    Apaixonado por tecnologia, gadgets e pelo universo geek em geral, Jacson Boeing é sócio-fundador e Editor do Adrenaline, onde desenvolve um trabalho de bastidores, desenvolvendo parcerias e formas criativas de dominar o universo! Fora os sonhos ambiciosos, também ajuda no desenvolvimento de pautas e escreve esporadicamente sobre tecnologia, além de viajar para cobrir in-loco alguns eventos internacionais considerados importantes dentro da estratégia de expansão do Adrenaline.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.