Uso excessivo da internet no Brasil pode ser sobretaxado

É bom os internautas brasileiros irem preparando os bolsos: as operadoras de telefonia estão se unindo para pleitear junto a Agência Nacional de Telecomunicações – ANATEL , permissão para cobrar uma espécie de sobretaxa aos usuÁrios que acessam a web em demasia.

Não satisfeitas na tentativa pela cobrança abusiva aos seus clientes, as operadoras querem ainda taxar companhias como a Apple, Facebook, Google e Microsoft, alegando que estas possuem produtos que estimulam o uso excessivo da rede.

O argumento que as operadoras irão apresentar à ANATEL para a cobrança abusiva é a de que o uso em "excesso" da internet estÁ causando saturação e sobrecarga na rede, devido ao alto fluxo no trÁfego de dados.

De acordo com as operadoras, essa sobretaxa serviria como uma espécie de "fundo" para o aumento dos investimentos na ampliação e modernização da rede. Do contrÁrio, justificam as companhias, o acesso a internet como um todo teria de ficar um pouco mais cara, penalizando assim o usuÁrio que faz pouco uso da web.

- Continua após a publicidade -

Em relação à taxação das empresas que possuem produtos que estimulam o uso em demasia da rede, as operadoras se defendem alegando não ser justo que as grandes companhias lucrem com um modelo de negócio dependente da internet sem contribuir com a infraestrutura das conexões no país.

Indagada sobre o assunto, a Google Brasil informou que foi graças a produtos com grande apelo ao fluxo de dados, como é o caso do YouTube, que estimularam que novos usuÁrios aderissem a rede mundial de computadores em nosso país, gerando assim mais lucro às operadoras.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.