Serviço de imagens do Google dura menos que o TouchPad da HP

O Google, apesar do seu inegÁvel sucesso, tem alguns fracassos na sua trajetória, principalmente quando o gigante tenta se aventurar no ramo social. Foi o caso do Wave, que morreu após o desinteresse do público, e do Buzz, que estÁ longe de alcançar a popularidade do Twitter. Mas a empresa nunca matou um projeto tão rÁpido como agora.

Em meados de julho, o Google disponibilizou apenas para convidados o Photovine, um serviço social de compartilhamento de imagens, fruto da aquisição da Slide. A exemplo da HP que matou o TouchPad um mês após o lançamento, o Google dissolveu o grupo responsÁvel pelo app apenas dias depois da abertura para o público geral.  



A empresa de apps sociais foi comprada no ano passado por US$200 milhões e deu origem a um sistema de upload de imagens baseado no conteúdo e no sentido. A ideia é a de plantar uma semente e deixÁ-la germinar. Assim, cada pessoa envia alguma imagem com determinada descrição e depois outros usuÁrios mandam suas próprias fotografias que correspondam às descrições, unindo os conteúdos pelo que eles significam.

Pelo visto, o conceito não empolgou muito. O Google acabou com a Slide e o líder, Max Levchin, deixou a empresa, conforme o AllThingsD. Mas a maior parte dos membros da equipe "continuarÁ trabalhando em outros projetos do Google", afirmou um porta-voz da companhia.

Depois da aquisição, a Slide passou a operar como uma unidade independente fora dos escritórios do Google em São Francisco. A divisão mantinha aplicativos, como o "SuperPoke Pets" e o app de mensagens instantâneas "Disco", além do próprio Photovine. Nenhum deles, porém, alcançou muita popularidade e todos serão descontinuados ao longo dos próximos meses.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.