Intel detalha novidades para 2012 durante keynote em São Paulo

A terceira edição da conferência anual para canais de venda da Intel, o ICC, que ocorreu ontem (23/08) em São Paulo, teve como grande destaque o Keynote inaugural de Mooly Eden, Vice Presidente e Gerente Geral do PC Client Group, responsÁvel pelos segmentos de desktop e dispositivos móveis,  incuindo arquitetura e planejamento de novos produtos.

Em sua primeira visita ao país, Mooly apresentou oficialmente para distribuidores, varejistas, revendas e jornalistas convidados, os famosos processadores Sandy Bridge, segunda geração da família Core, além de dar detalhes sobre Ultrabooks e falar superficialmente sobre o chipset Z68 e sobre a principal aposta da Intel para 2012, o Ivy Bridge.


Destacando ser o melhor processador jÁ desenvolvido para games e multimídia, a família Sandy Bridge e suas tecnologias foi um dos principais destaques na apresentação do executivo, que salientou o fato de a tecnologia Intel Turbo Boost garantir performance inteligente e adaptÁvel as necessidades dos usuÁrios, utilizando apenas os cores necessÁrios para cada tarefa e os overclockando de acordo com a demanda de processamento. Mooly destacou ainda que os processadores da família Sandy Bridge são os primeiros a trazerem grÁficos (GPU) no mesmo chip que a CPU, sendo uma ótima opção para gamers casuais. O fato curioso nesse ponto de sua apresentação foi a menção do executivo a Nvidia, e a tecnologia SLI,  como uma boa opção para gamers hardcore, o que demonstra que os animos andam menos exaltados pelos lados do Vale do Silício.

Segundo Mooly, os consumidores em geral não se importam com grÁficos de desempenho e benchmarks, mas com o que a CPU de fato pode fazer por eles. O que realmente importa é a experiência de uso do usuÁrio. Os benchmarks são importantes para mensurar a evolução frente a geração anterior e a concorrência, mas na hora da compra, o que o produto pode fazer pelo usuÁrio é o mais importante.

Ao falar sobre computadores o executivo manteve o discurso padrão da Intel, afirmando que um bom processador é muito importante para se ter um computador com bom desempenho, mas surpreendeu ao falar que para se ter um bom computador, o mais importante é o equilíbrio. Ter um computador equilibrado é o mais importante para se ter um bom desempenho, pois o componente de menor desempenho irÁ limitar a performance do sistema como um todo,  por isso a importância de o CPU, a GPU, a memória etc. serem levados em consideração na hora de comprar ou montar um computador equilibrado, destacou Mooly.

Sobre o novo chipset Z68, Mooly destacou ser um produto para geeks que querem extrair o mÁximo do computador.  Incorporpora a tecnologia Lucid e possui características que o tornam altamente overclocÁvel. Ainda na linha "o que vem por aí", o executivo falou sucintamente sobre a terceira geração da família Core, o Ivy Bridge, que deve ser lançado no final do primeiro ou início do segundo quarter de 2012, antecipando apenas que a parte grÁfica foi totalmente redesenhada e que a sua performance grÁfica serÁ "fantÁstica" se comparada a dos atuais Sandy Bridge, porém os usuÁrios não devem esperar uma equiparação com placas dedicadas da concorrência.

Ultrabooks
Durante a Computex, a Intel apresentou os Ultrabooks. O que para alguns nada mais é do que um notebook mais fino, para a Intel é uma nova categoria de dispositivos portÁteis, com especificações obrigatórias e que além de serem finos, e possuir um design diferenciado, visa aperfeiçoar a performance, com bom tempo de resposta, segurança e vida útil de bateria extendida, características estas que, se somadas, definem os Ultrabooks.

A Intel estÁ totalmente comprometida com o Ultrabook. Para enfatizar essa alegação, o executivo reservou boa parte de sua apresentação ao portÁtil, frisando o fundo de investimentos criado recentemente pela Intel para incentivar o crescimeno dessa categoria. A empresa estuda ainda novos modelos de usos para os Ultrabooks, que não deverão ficar restitos hÁ um único form factor, devendo aparecer modelos e aplicações distintas, incluindo produtos híbridos entre tablet e notebook. Para alcançar a estratégia de ter diversos produtos diferentes, sem perder um padrão, a Intel irÁ setar novas especificações para a categoria para os próximas anos.

Com relação aos preços, durante a sessão de perguntas e respostas pós Keynote, Mooly destacou que a Intel trabalha para que alguns fabricantes coloquem no mercado modelos de Ultrabook na casa dos USD 999,00 - nos Estados Unidos, na tentativa de tornar os produtos acessíveis para uma gama maior de consumidores

- Continua após a publicidade -

Interação usuÁrio / computador
Em um momento descontraído e tentando mostrar quão atrasada é a forma de interação entre os usuÁrios e computadores pessoais , sejam eles desktops, notebooks, netbooks ou tablets, Mooly citou que o padrão de Teclado QWERTY foi inventado para uso com mÁquinas de datilografia, para corrigir o problema das teclas travando com a disposição de teclas utilizadas a época, logo, o padrão QWERTY foi criado para ser mais lento, para diminuir a velocidade de digitação e não travar as teclas.

No intuito de mostrar novas formas de de interação, Mooly mostrou um sensor de movimento desenvolvido pela RAZER e que serÁ incorporado em uma luva que o usuÁrio poderÁ usar para jogar no PC. Aumentando assim a interação do usuÁrio com seus games, criando uma nova experiência de uso.  Basicamente o usuÁrio veste a luva e a combinação entre uma câmera e os sensores presentes na luva permitem a interação. SerÁ esse o grande anúncio que a Razer recentemente anunciou para o dia 26 de agosto?

Fim da era dos PCs

Depois que o rumor de que a HP venderia sua Área de Computadores Pessoais surgiu na internet, vÁrios analistas mencionaram que esse seria mais um sinal de que o fim da era dos PCs se aproxima, alguns deles chegaram a ir além, condenando todo o segmento, baseados sobretudo na evolução rÁpida do segmento de tablets - leia-se iPad.

Sobre a situação específica da HP o vice presidente da Intel não quis opinar, alegando que a Intel não comenta sobre seus clientes, principalmente quando se trata de um rumor, mas sobre a morte dos PCs, Mooly, bem humorado, comentou que não é a primeira e não serÁ a última vez que matam o PC! e que apesar de do sucesso do iPad, os tablets precisam evoluir muito ainda, não sendo funcionais para vÁrias tarefas em que os PCs se sobresaem.

Para concluir, Mooly citou o bom momento do mercado brasileiro, que alcançou em Q2 de 2011 o posto de terceiro maior mercado de computadores pessoais do mundo, tendo crescido o dobro da média mundial, fruto da queda de preços dos computadores no Brasil nos últimos anos e do aumento da renda média do brasileiro, ações que somadas mostam um amadurecimento do mercado brasileiro e deixam claro que o mercado de computadores estÁ longe de estar morto, sobretudo no Brasil.

Assuntos
Tags
  • Redator: Jacson Boeing

    Jacson Boeing

    Apaixonado por tecnologia, gadgets e pelo universo geek em geral, Jacson Boeing é sócio-fundador e Editor do Adrenaline, onde desenvolve um trabalho de bastidores, desenvolvendo parcerias e formas criativas de dominar o universo! Fora os sonhos ambiciosos, também ajuda no desenvolvimento de pautas e escreve esporadicamente sobre tecnologia, além de viajar para cobrir in-loco alguns eventos internacionais considerados importantes dentro da estratégia de expansão do Adrenaline.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.