Chip SPIDER pode "turbinar" a velocidade da internet

Uma equipe internacional de pesquisadores liderados pelo professor de física David Moss, da Universidade de Sydney,  anunciaram a criação de um chip que usa tecnologia conhecida como Interferometria de Fase Espectral para a Reconstrução de Campo Elétrico Direto.

Apelidado de SPIDER (aranha), o novo chip requer pouca energia, funciona a uma velocidade ultra-rÁpida e poderia eventualmente substituir alguns servidores caros e volumosos equipados com processadores com baixa eficiência no que diz respeito ao consumo de energia.

De acordo com o professor Moss, a Internet utiliza sinais de alta velocidade que exploram a consistência de luz para transmitir informações. Até agora, a única maneira de medir com precisão a intensidade e a fase dos pulsos ópticos eram com equipamentos de laboratório volumosos e caros.    

Com a tecnologia SPIDER, aplicações, tais como de telecomunicações, banda larga de alta precisão de detecção e espectroscopia, metrologia, impressão digital molecular, relógios ópticos, dentre outros, poderão agora, ganhar um considerÁvel aumento na velocidade  de processamento.

Segundo os pesquisadores, o SPIDER pode ainda se integrar muito bem com chips de computador de silício tradicionais, sendo, inclusive, fabricado no mesmo modo que as CPUs presentes em nossos PCs, ampliando assim a sua gama de aplicações.

- Continua após a publicidade -

Mais detalhes do chip SPIDER estarão disponíveis na edição de agosto da revista Nature Photonics.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.