Mozilla lança (oficialmente) o Firefox 6

A versão 6 do navegador da Mozilla Foundation jÁ estÁ disponível para download, mas agora a coisa é oficial, com direito a link na "Home" e tudo mais. Lançado apenas oito semanas depois de sua versão anterior, o Firefox traz correções de bugs e melhorias na segurança e no sitema de sincronização, o Firefox Sync. Algumas APIs também ganharam suporte, tornando mais efetivo o funcionamento de alguns apps que rodam diretamente do browser, como games. Veja aqui a lista completa de modificações.



O navegador recebeu novas versões para Windows, Mac, Linux e Android. Testamos a versão para smartphones, e nesta Área o Firefox ainda deixa muito a desejar, se comparado ao Dolphin ou navegador padrão do sistema. A interface é interessante, mas parece dever um pouco no "polimento", em contrapartida, os complementos e recursos como o Sync são interessantes. Flash? Nem com reza brava, em nosso teste com um Milestone 2.

Na versão para desktops, os usuÁrios vão notar poucas mudanças visíveis, mostrando que os tempos de alterações profundas no design ficaram mesmo para algo entre o Firefox 3.6 e 4. A partir da quarta versão, o browser passou a ter um ciclo de atualização mais dinâmico, com uma nova versão prevista para cada seis semanas. Este é um modelo mais próximo do navegador Chrome, da Google, que vem ganhando rapidamente espaço no mercado.

Esta estratégia é criticada por alguns usuÁrios, pois julgam que o ciclo de desenvolvimento utilizado no navegador da Google é mais adequado ao caso do Chrome, que é um browser relativamente novo. Com uma base de usuÁrios mais antiga, muitos consideram que o ciclo do Firefox deve ser mais lento, para evitar incompatibilidades, especialmente com complementos desenvolvidos para as versões anteriores do browser da Mozilla. Os Add-ons são justamente um dos principais recursos do navegador, em sua disputa com o líder de mercado, Internet Explorer, e o terceiro colocado, o próprio Chrome.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.