LulzSec e Anonymous contra-atacam e vazam 7GB de dados da polícia americana

Apesar de terem anunciado o fim de suas atividades, os membros do LulzSec continuam à toda, atuando em conjunto com o Anonymous na operação AntiSec (Anti-Security). Neste fim de semana, os crackers publicaram na Internet um arquivo de 7GB com dados pessoais roubados de 77 escritórios da polícia em diversos estados americanos, incluindo números de cartão de crédito, instruções de treinamento e por volta de 100 mil endereços de e-mail.

Os invasores afirmaram ter agido em retaliação à captura dos vÁrios membros dos grupos nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha nas últimas semanas, como parte das investigações lideradas pelo FBI.



No final de julho, a polícia organizou a quarta prisão relacionada ao LulzSec. Na ocasião, o jovem Jake Davis, conhecido como "Topiary", foi detido acusado de ser o porta-voz do grupo. Davis foi liberado dias depois, embora esteja proibido de acessar a Internet a partir de qualquer dispositivo. Também em julho, o FBI prendeu 14 suspeitos de colaborar em ataques contra o PayPal, reivindicados pelo grupo Anonymous.

"Não temos simpatia alguma por qualquer funcionÁrio ou informante que possa ser ameaçado devido à liberação de suas informações pessoais", declararam os integrantes do grupo em um comunicado anexado aos dados vazados. O objetivo da represÁlia, conforme os crackers, é de "constranger, desacreditar e incriminar policiais em todo o país", na esperança de que os dados liberados possam "demonstrar a natureza inerentemente corrupta das autoridades competentes para a aplicação da lei".

Os detalhes de cinco cartões de crédito foram usados pelo Anonymous e pelo LulzSec para fazer "doações involuntÁrias" para organizações, incluindo um grupo de apoio a Bradley Manning, soldado americano acusado de repassar informações ao WikiLeaks.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game lançado em maio de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.