África do Sul e EUA testam a primeira rede de alta velocidade do mundo a antingir 500Gb/s

A Seacom, empresa sul-africana de cabos submarinos, e a Infinera, empresa norte-americana fornecedora de equipamentos para redes óticas e digitais, realizaram testes em uma rede da Seacom recém-construída entre as cidades sul-africanas de KwaZulu-Natal e Gauteng. O teste foi um sucesso e as empresas alcançaram uma transmissão de 500 Gigabits por segundo, até agora inédita no mundo.

Na esfera do consumidor, a tecnologia de Circuitos Integrados Fotofônico (CIF) 500Gb/s possibilita o download de 2.400 filmes Blu-Ray em alta definição em 60 segundos, ou a transmissão simultânea de 320.000 vídeos em alta definição através de um par individual de fibras.

"Este evento constituiu um importante marco e é o primeiro do tipo no mundo", disse o CEO da Seacom, Brian Herlihy, em um comunicado. "Ele sinaliza à comunidade internacional de pesquisa e desenvolvimento científico que projetos globais como o Square Kilometre Array estão ao alcance da África", afirmou.O  Square Kilometre Array (SKA) é o maior radiotelescópio em desenvolvimento do mundo, por um consórcio que envolve 20 países.


No teste realizado na segunda-feira, dia 1,  foram utilizados cinco canais de 100 Gigabits por segundo (100 Gb/s) para realizar uma transmissão ótica coerente a uma distância de 1.732 km. A notícia sobre a demonstração ao vivo circulou e gerou grande entusiasmo entre os membros da comunidade de pesquisa e desenvolvimento científico, que assistiu ao teste no centro de dados de Teraco, em Joanesburgo.

"O teste demonstra o compromisso da Seacom em aumentar o ritmo com que as redes africanas implantam tecnologia de ponta na infraestrutura de telecomunicações, e em apoiar a África para que ela se torne um dos principais destinos científicos e empresariais", disse Herlihy.

Circuitos Integrados Fotônicos

No teste foram utilizados os CIFs de 500 Gb/s da Infinera, sendo que cada um integrava cinco canais coerentes de 100 Gb/s em um único chip. Os CIFs foram usados para a transmissão e recepção dos cinco sinais de 100 Gb/s durante os testes.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Qual você acha melhor?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.