Autoridades da China investigam Apple Stores falsas [+update]

Lembra da cópia chinesa da Apple Store? Ela não era a única e agora oficiais chineses ligados à indústria e ao comércio de Kunming começaram a inspecionar as lojas que utilizam indevidamente a identidade visual da Apple.

As autoridades querem investigar as licenças de funcionamento, direitos de uso de marca e os canais de distribuição de cada um dos três estabelecimentos que se dizem Apple Stores (ou "Stoers"...).



As falsificações foram descobertas por uma blogueira identificada como BirdAbroad, que ainda afirmou que os funcionÁrios das lojas realmente acreditavam trabalhar em uma loja oficial. Alguns empregados, porém, confirmaram a clonagem, mas ressaltaram que ao menos os produtos são oficiais. "Não hÁ nenhuma lei na China que diz que não posso decorar minha loja do jeito que eu quiser", afirmou à Reuters um dos lojistas, que não quis ser identificado.



Após o caso ganhar visibilidade, porém, os clientes mostraram-se preocupados. Muitos voltaram às lojas pedindo as notas fiscais, que não foram entregues. Outros não vêem problemas na cópia do visual do estabelecimento oficial, desde que os equipamentos vendidos sejam originais.



O resultado das investigações serÁ revelado em breve. A Apple tem apenas quatro Apple Stores na China, localizadas em Pequim e Xangai. Kunming, por outro lado, pode não ter a sua, mas conta com 13 revendedoras autorizadas. SerÁ que a "Apple Stoer" é uma delas?

- Continua após a publicidade -

UPDATE: As autoridades chinesas proibiram as lojas não-autorizadas de usarem o logotipo da Apple, bem como nomenclaturas enganosas como "revendedora autorizada Apple". Muitas lojas cobriram os logos com papel, mas alguns funcionÁrios continuam utilizando as camisetas com a famosa maçã.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.