Seis dicas para migrar com maior tranquilidade para a computação em nuvem

Não hÁ dúvidas de que a "última moda" no mundo da TI em termos de solução para o armazenamento e compartilhamento de dados atende pelo nome de computação em nuvem, ou cloud computing. Contudo, hÁ ainda alguns mitos e desinformação sobre o assunto.

Pensando nisso, de forma a ajudar as empresas que estão prontas para migrar para os serviços baseados na nuvem e também as que estão começando a considerar esta possibilidade, Wagner Tadeu, Diretor Geral da Symantec no Brasil apresenta seis dicas para uma transição mais segura e com menos traumas.

1. Maior não é sempre melhor: Avalie prestadores de serviços de nuvem e encontrarÁ grandes empresas reivindicando sua posição em um segmento cada vez mais disputado. A reputação do prestador de serviço e o tempo de experiência na nuvem importam mais do que o tamanho. Procure uma especialista no assunto com tecnologia respeitÁvel que conheça profundamente o segmento.   

2. Entenda suas necessidades de segurança: Existe muita especulação em torno da segurança na nuvem, mas hÁ pouca diferença entre a confiança que as empresas depositam em seu prestador de serviços de Internet e em outros fornecedores de tecnologia. Com isso em mente, podemos afirmar que a demanda e as expectativas de segurança de cada organização são diferentes. Portanto, é importante entender como o fornecedor poderÁ atender essas necessidades. Verifique as referências sobre o prestador de serviços e analise casos semelhantes ao seu.

3. Conheça os princípios bÁsicos do backup de dados: Procure conhecer como o provedor de serviços em nuvem faz o backup de dados e, no pior cenÁrio, o que aconteceria se ele abandonasse as atividades ou se a sua empresa quisesse migrar seus dados para outro provedor. Busque saber mais sobre a reputação dos recursos de armazenamento do provedor, o número e a localização dos data centers, e a redundância da infraestrutura.

4. Certifique-se de ter bons SLAs (Service Level Agreements, ou Acordos de Nível de Serviço): Certificações no segmento retratam um momento no tempo e não indicam necessariamente bom desempenho. A melhor maneira de garantir bons serviços é por meio de Acordos de Nível de Serviço - SLAs - com linguagem clara. Procure fornecedores que divulguem seu desempenho e usem valores financeiros claros para os casos de Níveis de Serviço abaixo do contratado.   

- Continua após a publicidade -

5. Avalie padrões de serviço ao cliente: Os melhores departamentos de atendimento ao cliente para serviços na nuvem contam com especialistas disponíveis 24 horas por dia, sete dias por semana. Certifique-se de que o serviço ao cliente prestado pelo fornecedor escolhido é capaz de atender às necessidades de sua organização.

6. Teste o serviço: A principal vantagens do SaaS (Software as a Service) é oferecer uma opção gratuita para testes, fÁcil de ser implantada. A maioria dos fornecedores a oferece para aqueles que desejam avaliar os serviços. Comece com uma versão sem custo que, depois de avaliada e aprovada, possa ser expandida para incluir dados confidenciais e outros sistemas de missão crítica.

Com as dicas acima, Wagner Tadeu espera que as empresas comecem a migrar para a nuvem com mais segurança e menos dúvidas, jÁ que o tema ainda é complexo e traz uma série de questionamentos dentro das organizações. O grande desafio das empresas agora é pensar em dar o primeiro passo rumo à nuvem. E que seja o primeiro de muitos!

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.