Apple paga indenização por coletar dados de localização de usuário sem consentimento

A divisão sul-coreana da Apple foi obrigada a pagar 1 mihão de wons (aproximadamente 1400 reais) em indenização a um usuÁrio por recolher dados sobre sua localização sem seu consentimento.

A Apple foi condenada em maio, e segundo o escritório de advocacia que defendeu o advogado Him Hyung-suk, o pagamento foi realizado no mês passado. Hyung-suk é o primeiro a conseguir uma indenização, e uma ação coletiva, com outros usuÁrios, estÁ sendo encaminhada pelo mesmo escritório.

A polêmica ganhou força após uma atualização feita em maio, que coletava dados da localização do usuÁrio para uso da "empresa e seus parceiros", mantendo os dados armazenados no aparelho por até um ano. Em sua defesa, a Apple afirmou que estes dados eram armazenados de forma anônima, e que são necessÁrios para o bom funcionamento de algumas funções. O usuÁrio, ao atualizar o sistema, precisava consentir com esta nova clÁusula, porém caso recussasse, alguns aplicativos deixavam de funcionar.

Além de Hyung-suk, hÁ diversos outros grupos, de outros países, que jÁ entraram com processos contra a Apple, por conta desta invasão de privacidade.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.