Juiz nega pedido de Apple contra o uso do nome "App Store" pela Amazon

A Apple entrou com um processo contra a Amazon, no tribunal de Oakland, afirmando que o a marca "App Store" seria uma marca registrada da empresa. Em sua defesa, a Amazon afirmou que o termo é muito genérico, e utilizado por vÁrias outras empresas.

O juiz Judge Phyllis Hamilton rejeitou o o pedido da Apple para que a Amazon a abandonasse o nome "Amazon App Store", na plataforma de aplicativos da empresa, imediatamente. O responsÁvel pela anÁlise do processo não acatou a justificativa da Apple de que o uso deste termo causava "desentendimentos", confundindo os usuÁrios sobre qual plataforma acessam.

Apesar disto haverÁ um julgamento pois, da mesma forma como o juiz não concordou com a necessidade de se retirar o nome Amazon App Store, Hamilton também não concordou com o argumento de que o nome seria genérico e que a Amazon poderia, desta forma, também usÁ-lo. Uuma audiência estÁ marcada para resolver a questão em outubro de 2012.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual você acha melhor?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.