Especialista em segurança orienta como realizar uma compra on-line segura

Os criminosos virtuais estão cada vez mais audaciosos. Com o intuito de enganar o consumidor, cibercriminosos reproduzem sites oficiais com a finalidade de aplicar golpes financeiros. Essa prÁtica, conhecida como scrapping, significa apropriar-se do layout ou aplicação de um site sem autorização.

Segundo o relatório da McAfee Q1 Threat Report, os programas antivírus também são alvo desses golpistas. No último trimestre, o volume desses softwares falsos atingiu a marca de 350 mil amostras.

O especialista em segurança Sérgio Oliveira, gerente da Área de Consumer da McAfee do Brasil, levanta alguns aspectos importantes que o consumidor deve considerar:

- Não comprar em um site se não sentir-se confortÁvel. Se perceber que o site pode não ser seguro, provavelmente estÁ certo;

- Nunca clique em links de e-mails de spam para fazer compras. Não clique em um link em um e-mail de alguém que não conheça, nem compre em um site anunciado em um e-mail de spam;

- Verifique o endereço da web para certificar-se de que estÁ no site correto. Ao acessar um site, é necessÁrio certificar-se de que ele é legítimo e não um site falso;


- Verifique se o site é seguro. Procure por um selo de segurança, como a marca de confiança McAfee SECURE, indicando que o site foi verificado e considerado seguro. Esse selo de segurança indica que o site ajudarÁ a protegê-lo do roubo de identidade, fraudes de cartão de crédito, fraudes virtuais e outras ameaças mal intencionadas;

- Não utilize um computador público para efetuar compras online. Se estiver usando um computador público, estranhos podem conseguir acessar seu histórico de navegação e até mesmo suas informações de login. Para se proteger, faça todas suas compras on-line em um computador doméstico seguro;

- Use apenas conexão segura ao enviar seu pedido. Nunca compre usando uma rede sem fio desprotegida, pois hackers podem acessar suas informações de pagamento se a rede não for protegida;

- É importante assegurar-se de que seu computador esteja protegido com um software de segurança abrangente e atual, que oferece segurança contra vírus, spywares e outras ameaças on-line desconhecidas;

- Use senhas fortes. Escolha senhas difíceis de adivinhar e que tenham pelo menos dez caracteres consistindo em uma combinação de números, letras e símbolos. Visite o Centro de Informações de Segurança no site da McAfee para conhecer técnicas sobre a criação de senhas;

- Os selos de segurança McAfee SECURE verdadeiros são ativos e exibem a data (ou seja, a do dia do acesso) da ultima verificação;

- Lembre-se de que alguns fraudadores têm o trabalho de fazer atualizações diÁrias em seus selos falsos, portanto, verifique se trata-se do verdadeiro clicando no ícone. Este deverÁ conduzi-lo à pÁgina de verificação do site de compras;

- Alguns fraudadores terão em seus selos falsos um link para www.mcafee.com. Isso pode parecer normal, mas não é a maneira como o serviço McAfee SECURE funciona. As verdadeiras pÁginas de verificação do McAfee SECURE incluirão o nome do comerciante/site eletrônico que o assina;

- Verifique se os nomes das empresas são correspondentes. Um selo de segurança McAfee SECURE verdadeiro sempre o conduzirÁ à pÁgina de verificação apropriada.

Os interessados em obter mais informações, a McAfee produziu a cartilha Realize compras on-line com segurança, com orientações e dicas de segurança para os consumidores aproveitarem todos os benefícios das lojas virtuais.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.