Coreia do Sul quer abolir papel nas escolas até 2015

Os estudantes do Ensino Fundamental da Coreia do Sul irão deixar os livros e a papelada de lado. O país anunciou um investimento de US$2.4 bilhões para adquirir tablets e digitalizar conteúdo para os portÁteis, substituindo o tradicional papel em todo o currículo escolar até 2015.

Algumas escolas jÁ usam livros digitais em notebooks, mas, agora, as autoridades devem padronizar o método. Segundo o Technology Review do Massachusetts Institute of Technology (MIT), o Ministério da Educação ainda irÁ decidir os fabricantes e os modelos que serão adquiridos.



Conforme a publicação coreana The Chosunilbo, o material digitalizado incluirÁ fontes de referência, conteúdos multimídia e FAQs para auxiliar os alunos a compreender melhor as matérias. O governo ainda planeja implantar um sistema de computação em nuvem educacional em todas as instituições de ensino, para que os estudantes possam acessar facilmente o banco de dados de informações.

Graças a esse sistema, alunos poderão recuperar online aulas que tenham perdido e terão presença considerada pela administração escolar. O método pode beneficiar também estudantes que precisarem, eventualmente, passar longos períodos em hospitais, que poderão acompanhar as aulas remotamente.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game lançado em maio de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.