China bloqueia Google+

24 horas. Esse foi o prazo que a nova ferramenta de mídia social da Google, o Google+ durou em território chinês.

Para quem ainda não sabe, o Google+ é a mais nova aposta da detentora do mais importante buscador web para brigar com o Facebook neste importante espaço de marketing que é o das redes sociais.

Entretanto, tais ferramentas são vistas como uma grande ameaça para governos autocrÁticos, uma vez que é ponto focal para a rÁpida disseminação de tudo o que se passa em seu país, tanto para os cidadãos do país, bem como para toda a comunidade internacional.

Por outro lado, a Microsoft revelou recentemente que as operações em nuvem com base em outros países que são geridas por empresas norte americanas, estão sob o controle do US Patriot Act do governo  dos EUA. Em outras palavras, isto significa que todo o governo dos Estados Unidos pode espionar qualquer usuÁrio estrangeiro. Para tanto, basta o governo mostrar à Google uma ordem judicial, e esta serÁ obrigada a fornecer as informações de seus usuÁrios. A CIA pode inclusive obter uma ordem de "silêncio" para que a pessoa espionada sequer tome conhecimento.

Deste modo, qualquer empresa que tenha negócios na China (ou em qualquer outro país), ou mesmo "apenas" um servidor, estÁ passível da lei US Patriot Act. Assim, não é à toa que os chineses tenham "dito não" ao Google+.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.