SERPRO: 200 sites governamentais foram atacados na última semana

O diretor-presidente do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Marcos Mazoni, explicou hoje (28/06) durante uma coletiva o panorama dos ataques sofridos pelos sites governamentais nos últimos dias.

Segundo Mazoni, na última quarta-feira (22/06) os sites da Presidência da República (presidencia.gov.br) e do Governo do Brasil (brasil.gov.br) tiveram um fluxo de acesso dez vezes maior que o normal. Estes ataques causaram instabilidade nestes sites, porém os crackers não tiveram acesso a nenhuma informação dos servidores. Os ataques foram identificados como do tipo negação de serviço (DDoS).

"Nosso sistema não é frÁgil, tanto que resistimos a todos os ataques e não sofremos nenhuma invasão", afirmou Mazoni.  "Estamos sofrendo mais do que o dobro de ataques do que o normal. E, na semana passada, foi mais de dez vezes superior". 200 sites de órgãos públicos brasileiros, principalmente de prefeituras, foram atacados ao longo da última semana. Destes, 20 eram de instituições federais.

Diferente de casos como do Wikileaks, estas ações assumidas pelo grupo LulzSec Brazil foram caracterizadas como ataques, e não invasões, jÁ que os crackers não chegaram a acessar as bases de dados destes sites, ou roubar informações. Segundo o SERPRO, todos os dados publicados pela "filial brasileira" do LulzSec jÁ estava disponível online não sendo, assim, dados confidenciais.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.