PCI-Express 3.0 "a cabo": Será o fim do Thunderbolt e USB 3.0?!

O PCI Special Interest Group – PCI-SIG, grupo formado para gerenciar o protocolo de comunicação do PCI e PCI Express, estÁ planejando desenvolver uma versão a cabo do PCI-Express 3.0 livre de sobrecarga no protocolo secundÁrio e mesmo sem Infiniband, prometendo assim acabar com qualquer tipo de gargalo na comunicação.

Para quem ainda não sabe, tanto as tecnologias USB 3.0 (e versões anteriores) e Thunderbolt necessitam da interface PCI-Express para a comunicação dos dados através do sistema. A camada de interconexão de 500MB/s do PCIe é indiretamente responsÁvel pela largura de banda de alguns dos padrões mais "descolados" da atualidade, como é o caso do eSATA 6 Gbps, do USB 3.0, e do Thunderbolt de 10 Gbps.

Uma única camada (ou pista) do PCI-Express 3.0 é capaz de prover uma largura de banda de 8 Gbps, ou 1 GB/s em cada direção (full duplex). De acordo com o PCI-SIG, o PCIe a cabo pode suportar até 4 camadas do PCI-Express 3.0, totalizando assim um fluxo de dados total de impressionantes 32 Gbps (4GB/s). Esse valor é mais que 3 vezes superior à atual geração do Thunderbolt da Intel.

- Continua após a publicidade -

Além do fator velocidade, o PCIe a cabo pode alimentar dispositivos que necessitem de até 20W, ampliando assim o leque de aparelhos que podem se beneficiar da nova tecnologia. O PCI Special Interest Group informou que o conector serÁ bastante compacto e fino, de forma a ser possível ligar os mais finos notebooks e tablets.

Os planos do PCI SIG é de ter concluído todas as especificações do cabo PCI-Express antes de junho de 2013. Até lÁ, a Intel jÁ deverÁ ter lançado a nova geração do Thunderbolt, capaz de trafegar dados a 50 Gbps.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.