Falsos add-ons para Angry Birds infectam smartphones Android

O Google removeu mais dez aplicativos do Android Market, dedicados a espalhar códigos maliciosos pelos smartphones baseados na plataforma. Os apps foram banidos após a notificação do pesquisador Xuxian Jiang, da Universidade Estadual da Carolina do Norte.

Todos os dez apps disfarçavam-se de add-ons ou cheats para o popular game "Angry Birds", conforme o Computerworld. Nenhum deles, na verdade, oferecia as funcionalidades que prometia, limitando-se a contaminar os aparelhos com um malware, batizado de "Plankton".


Andrew Brandt, analista de ameaças na Webroot, também tomou conhecimento do Plankton. Ele destaca que o código malicioso tem a habilidade de acessar remotamente um servidor de controle para receber instruções e, então, embutir malwares no smartphone através de "um método realmente furtivo".

Com isso, o Plankton é capaz de explorar brechas ainda não corrigidas do Android. Além disso, o app nocivo também consegue coletar dados do aparelho, incluindo os favoritos, histórico e pÁgina inicial do browser padrão do sistema.

Desde março, o Google excluiu um total de 65 aplicativos perigosos do Android Market. A maioria carregava o "DroidDream", que envia para servidores remotos informações sensíveis, como o IMEI, modelo e SDK do smartphone.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.