Autoridades da Turquia prendem 32 membros do Anonymous

O mais recente país a enfrentar as investidas do Anonymous é a Turquia, que prendeu 32 integrantes do grupo após ataques aos sites do governo. A agência de notícias turca Anadolu afirma que as detenções ocorreram em 12 cidades, incluindo a capital Ancara e Istambul.

O grupo declarou em seu website que as invasões aos sites do governo turco eram uma forma de protesto contra "planos de implementar um filtro na Internet" em agosto, que levaria a uma "censura generalizada".


Conforme o PC World, os alvos dos ataques incluíram o diretório de telecomunicações da Turquia, que chegou a ficar offline, e a instituição de segurança social. "Nos últimos anos, temos testemunhado a censura do governo turco, como bloquear o Youtube, o Rapidshare, o Fileserve e milhares de outros sites", diz o comunicado do Anonymous. "Mais recentemente, o governo baniu o acesso aos serviços do Google. Esses atos são indesculpÁveis."

Na sexta-feira, a polícia espanhola também prendeu membros do Anonymous. Três participantes, considerados "líderes do grupo" pelas autoridades, foram detidos em Barcelona, Valência e Almerícia. Como retaliação, o Anonymous lançou um ataque de negação de serviço distribuído (DDoS) contra o site da organização no sÁbado.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de abril de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.