Windows 8 dará à ARM 40% do segmento de netbooks e 85% de tablets

Quem acompanha de perto o segmento dos dispositivos portÁteis, provavelmente constataram que as declarações da ARM estão cada vez mais "afiadas" em relação às suas rivais do mundo x86 (leia-se AMD e Intel). E a mais recente declaração da companhia não foi diferente.

O CEO da ARM, Tudor Brown, disse que a chegada do Windows 8 marcarÁ a trajetória da sua empresa no mundo do silício. De acordo com o executivo, o lançamento do novo sistema operacional da Microsoft – que serÁ compatível com as soluções SoC da ARM, permitirÁ uma maior penetração de seus chips nos lares dos consumidores, ao ponto de em 2015, deter 40% de todo o segmento dos netbooks e 85% dos tablets.


Ainda segundo Brown, a ARM tentou - sem sucesso - entrar no segmento dos netbooks com os smartbooks, mas o retorno foi infrutífero, devido à "rejeição" da plataforma Android em tais dispositivos, sem contar o fato dos consumidores esperarem uma compatibilidade de programas e desempenho aos moldes dos laptops.

- Continua após a publicidade -

Contudo, a combinação da chegada do Windows 8 com o lançamento de chips da ARM cada vez mais poderosos, tem tudo para ser a chave do sucesso que tanto almeja Brown. Outro ponto destacado pelo executivo é que com a chegada da "dupla dinâmica", as fabricantes terão condições de produzirem equipamentos mais leves, baratos e com maior autonomia de bateria, em relação às soluções equipadas com processadores x86.

Vale ressaltar que tanto a AMD quanto a Intel não ficarão apenas observando as ações da ARM, e muito provavelmente jÁ tem alguns "coringas" guardados na "manga", como é o caso das novas gerações do Atom e da versão para tablets do Fusion, o Desna.

O certo é que os consumidores serão os grandes vencedores dessa interessante briga entre ARM e AMD/Intel.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.