CEO da Motorola culpa apps pela rejeição a celulares da marca

A maioria dos consumidores que devolve smartphones Motorola insatisfeitos com o produto confunde baixo desempenho dos aplicativos com a performance do próprio aparelho. Pelo menos é isso que diz o CEO da empresa, Sanjay Jha.

O executivo explicou, durante uma conferência do Bank of America, que 70% das devoluções ocorrem devido a apps que consumiram muita bateria ou causaram lentidão no celular. A solução para lidar com esses casos? Espionar o aplicativos do usuÁrio.


O Google não realiza testes de desempenho para avaliar o que entra ou não no Android Market. "Estamos começando a entender o impacto disso", afirmou Jha. Por isso, a Motorola usa sua interface customizada, o MotoBLUR, para monitorar os aplicativos utilizados, como conta o Electronista.

O recurso, lançado inicialmente como um agregador de contatos e redes sociais, coleta informações sobre o uso de outros aplicativos e como eles influenciam aspectos como o consumo de energia, por exemplo. Segundo o PC World, para o futuro a empresa planeja introduzir uma funcionalidade que alerte ao usuÁrio sobre os riscos de queda de performance que o smartphone corre ao executar cada app.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.