Google remove 34 apps maliciosos do Android Market

Mais uma vez, a loja oficial de aplicativos do Android foi invadida por apps maliciosos. Com isso, o Google retirou do Android Market 34 apps suspeitos, infectados com uma variante do "DroidDream", ameaça que levou à exclusão de outros 21 apps em março.

Conforme a empresa de segurança Lookout, uma vez baixados, os aplicativos não precisam ser executados para que iniciem sua rotina maliciosa. O malware entra em contato com servidores remotos e envia dados como o IMEI, modelo e versão do SDK do aparelho.

 

A empresa estima que, até agora, entre 30 mil e 120 mil usuÁrios foram afetados pela ameaça, identificada como "DroidDreamLight". O malware foi encontrado graças ao alerta de um desenvolvedor, que notou que versões modificadas de seus apps, recompilados com códigos maliciosos, estavam sendo distribuídas no Market.

Confira a lista de aplicativos afetados, separados de acordo com o nome da companhia desenvolvedora responsÁvel:

- Continua após a publicidade -

Magic Photo Studio

  • Sexy Girls: Hot Japanese
  • Sexy Legs
  • HOT Girls 4
  • Beauty Breasts
  • Sex Sound
  • Sex Sound: Japanese
  • HOT Girls 1
  • HOT Girls 2
  • HOT Girls 3

Mango Studio

  • Floating Image Free
  • System Monitor
  • Super StopWatch and Timer
  • System Info Manager

E.T. Tean

  • Call End Vibrate

BeeGoo

  • Quick Photo Grid
  • Delete Contacts
  • Quick Uninstaller
  • Contact Master
  • Brightness Settings
  • Volume Manager
  • Super Photo Enhance
  • Super Color Flashlight
  • Paint Master

DroidPlus

- Continua após a publicidade -
  • Quick Cleaner
  • Super App Manager
  • Quick SMS Backup

GluMobi

  • Tetris
  • Bubble Buster Free
  • Quick History Eraser
  • Super Compass and Leveler
  • Go FallDown !
  • Solitaire Free
  • Scientific Calculator
  • TenDrip

De acordo com a F-Secure, os aplicativos originais eram inofensivos, mas foram baixados por terceiros, adulterados e enviados novamente para a loja de aplicativos. A empresa alerta para a atenção que o usuÁrio deve ter na hora de observar as permissões requeridas por cada app. No caso de um dos softwares suspeitos analisados, neste caso o "Hot Girls 1", a versão modificada solicitava a autorização para ter acesso completo à Internet e às chamadas telefônicas, algo suspeito para um app que ser propõe apenas a mostrar imagens de mulheres.

 

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

A Activision acertou ao colocar músicas do Charlie Brown Jr. no Tony Hawk's 1+2

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.