Câmera mais cara do mundo foi arrematada por US$1,9 milhão

Quanto você pagaria em uma câmera fotogrÁfica com mais de 80 anos de idade? Um colecionador asiÁtico, que prefere não ter a identidade revelada, desembolsou €1,3 milhão – ou US$ 1,9 milhão em uma Leica de 1923 durante um leilão que ocorreu na Áustria neste sÁbado (28/05).



Conforme informações da Associated Press, o valor estimado da câmera era de aproximadamente US$643 mil. No entanto, o leilão começou a um preço inicial de €200 mil, o equivalente a US$286 mil.

O modelo em questão é um dos 25 protótipos desenvolvidos dois anos antes do início da comercialização das câmeras Leica, segundo o Herald Sun. Após o leilão, a câmera tornou-se a mais cara do mundo. A recordista anterior era um daguerreótipo com a assinatura de seu criador, Louis Daguerre, comprado por €732 mil, o equivalente a US$1,04 milhão.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual o seu palpite para os preços dos consoles da próximo geração?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.