Google quer ser sua carteira

A Google lançou oficialmente o serviço "Google Wallet" (carteira Google, em inglês), produto que promete agilizar as compras dos usuÁrios, por tornar possível o pagamento de compras com smartphones Android. Seria possível vincular o pagamento a um cartão de crédito, ou comprar créditos, dentro de um sistema pré-pago.


A tecnologia utilizada é o Near Field Comunication (NFC), que consiste em um chip que se comunica via wireless com um receptor quando os dois ficam próximos. Assim bastaria o cliente aproximar seu celular do leitor e digitar a senha, para finalizar a compra.

O serviço tem semelhanças com o oferecido pela Visa em parceria com o Bank of America, que jÁ estÁ em fase de testes em Nova Iorque. O diferencial do serviço da Google seria um ecossistema mais complexo, possibilitando acumular bônus, ou mesmo utilizar cupons de desconto, durante as transações.

- Continua após a publicidade -

Isto seria possível com um conjunto de informações sobre compras anteriores, armazenados no smartphone, e outros dados, como geolocalização através do GPS do próprio aparelho. Possibilitaria aos lojistas fazer promoções de forma mais dinâmica, também.

O Google Wallet é o resultado de uma parceria da empresa com a MasterCard, Citi, First Data e a operadora de telefonia Spring. Por hora o serviço estÁ disponível apenas nos Estados Unidos, para clientes da empresa de telefonia móvel. As transações são feitas através do PayPass da MasterCard, sistema de pagamento via NFC aceito em mais de 311 mil lojas no mundo.

Pagamentos através deste método jÁ são populares no Japão, onde estima-se que um quinto das compras sejam realizadas com smartphones com o sistema NFC.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual você acha melhor?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.