Facebook contrata firma de RP para difamar o Google

Nos últimos dias, jornalistas e blogueiros americanos começaram a receber mensagens de uma conhecida empresa de relações públicas dos Estados Unidos, a Burson-Marsteller, para plantar notícias sobre supostos problemas de invasão de privacidade da ferramenta "Social Circle" do Google. O recurso permite que usuÁrios do Gmail acessem informações não só dos seus próprios contatos como também dos amigos dos contatos, o que a agência definiu como algo "desenvolvido para coletar dados privados e criar dossiês profundos de milhões de pessoas", como conta o The Daily Beast.

A surpresa é quem estÁ por trÁs dessa "campanha": o Facebook. Tudo começou quando um dos blogueiros contatados pela Burson-Marsteller, Chris Soghoian, desconfiou das mensagens e perguntou quem estava pagando para que a empresa espalhasse esse tipo de notícia. Diante da resposta negativa da agência, que não quis revelar o segredo, Soghoian publicou as trocas de e-mails. Agora, um porta-voz do Facebook confirmou ser o controverso cliente da Burson-Marsteller.



O porta-voz da rede social citou duas razões para a empreitada. Segundo ele, o Facebook crê que o Google viola a privacidade dos usuÁrios. Além disso, a rede de Zuckerberg se ressente de tentativas do Google de usar dados do Facebook no seu "Social Circle".

O Facebook, porém, nega que tenha feito uma campanha para desmoralizar o Google. "Nenhuma campanha de ‘difamação' foi autorizada ou planejada", diz o comunicado oficial, reproduzido pelo MSNBC. "Ao invés disso, queríamos que terceiros verificassem que as pessoas não aprovam a coleta e o uso de informações de suas contas do Facebook e outros serviços no Google Social Circles – assim como o Facebook não aprova".

Ainda segundo o Facebook, a rede contratou a Burson-Marsteller para "focar a atenção nesse problema, usando informações disponíveis publicamente, que poderiam ser verificadas independentemente por qualquer organização de mídia ou analista". O comunicado termina afirmando que a questão foi apresentada de maneira "séria e transparente".

A briga entre os dois gigantes mostra que ambos disputam o grande filão da publicidade online, como nota o The Daily Beast. O Facebook coleta informações de cerca de 600 milhões de usuÁrios, na rede social que mais cresce no mundo. Esses dados permitem que a rede exiba publicidade dirigida. Isso o torna um grande rival do Google que, por sua vez, revelou no mês passado que o apelo social deve passar a ser uma prioridade da empresa.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

A Activision acertou ao colocar músicas do Charlie Brown Jr. no Tony Hawk's 1+2

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.