Sony presta esclarecimentos a gamers da América Latina

A PlayStation Network continua fora do ar e seus 77 milhões de usuÁrios correm o risco de ter seus dados roubados. Para acalmar os ânimos dos seus clientes, que estão desde o dia 20 de abril impedidos de jogar online e inseguros com a situação de suas informações pessoais, a companhia declarou que darÁ alguns "brindes", como 30 dias de acesso grÁtis ao serviço Premium e até mesmo o pagamento de indenizações a quem sofreu danos.

Por enquanto, porém, a Sony não garante o mesmo para a América Latina, embora esteja estudando formas de minimizar os incômodos para seus clientes na região.



"Como muitos de vocês jÁ leram nas recentes comunicações realizadas pelo Sr. Kazuo Hirai e por Howard Stringer, a Sony oferecerÁ proteção contra o acesso indevido às identidades para todos os afetados pelo ataque cibernético de hackers à PlayStation Network e vantagens especiais aos seus clientes. Grande parte de vocês certamente acompanhou os detalhes sobre os serviços da PSN norte-americana", diz a empresa, em um comunicado oficial divulgado hoje.

"Vocês também podem imaginar que fazer uma oferta similar para os países afetados na América Latina, tais como Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru, implica em um processo muito complexo. Cada país tem um procedimento diferente para os casos que tiverem problemas com suas contas", explica.

A Sony diz que estÁ "analisando hoje as melhores possibilidades e soluções para os clientes da região" e prometeu revelar mais detalhes assim que possível. A companhia encerra o comunicado agradecendo a todos "pelo contínuo apoio nesse período."

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual você acha melhor?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.