Cientistas criam protótipo de celular flexível

Um grupo de pesquisadores da Queen's University em Ontario, no CanadÁ, em conjunto com a Arizona State University, desenvolveu o PaperPhone, um celular maleÁvel e quase tão fino quanto uma folha de papel .

Baseado na tecnologia e-ink, que simula a tinta impressa no papel convencional, o PaperPhone funciona através de dobraduras ou de toques na tela.



"É como se fosse uma pequena folha de papel interativa", diz Roel Vertegaal, inventor do projeto e diretor do Human Media Lab na Queen's University. "Você interage com ele dobrando, puxando os cantos para virar pÁginas, ou escrevendo nele com uma caneta", explica.



Conforme o Slashgear, a tela do dispositivo tem uma diagonal de 9.5cm e pode executar a maioria das tarefas normais de um smartphone, como fazer ligações, armazenar e executar músicas e exibir e-books. Os diferentes tipos de dobradura podem ser configurados para exercer funções específicas.



Vertegaal acredita que esse é o futuro da computação, conforme a sociedade caminha para um fluxo de trabalho sem papel. O estudioso irÁ apresentar o protótipo no próximo dia 10 na conferência CHI 2011 da Association of Computing Machinery.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.