Pesquisa compara os active shutter glasses e os óculos polarizados

HÁ divergências na indústria sobre qual é o melhor padrão para a tecnologia 3D esteroscópica. Algumas empresas apostam no active shutter glasses, recursos presente no 3D Vision e no HD3D, enquanto outras usam os óculos com filtros polarizadores (Film Pattern Retarder), bastante comuns nos cinemas. Uma pesquisa do TCO Development, instituto de certificação de aparelhos na Área de TI, comparou a eficiência dos dois sistemas em televisores 3D.

Veja o especial do Adrenaline sobre as tecnologias 3D

Os testes incluiram comparativos de contraste, luminosidade, e distorção de imagem de acordo com o ângulo. O active shutter glasses se saiu melhor na resolução, pois apresentou imagens com resolução total do FullHD (os óculos polarizados possuem perda de pixels na altura, gerando uma imagem com 1920 x 540 de definição) e menor distorção da imagem com a variação de ângulos em relação à tela.Em favor dos óculos passivos, eles obtiveram uma maior luminosidade, sendo três vezes superior ao active shutter glasses nos tons mais claros.

A pesquisa não abordou temas como o conforto no uso das duas tecnologias nem o comparativo de custos, dois fatores que podem ser decisivos na escolha dos compradores. Os óculos polarizados são muito mais baratos, pois os active shutter glasses atuam de forma ativa no processo de separação das imagens para o olho esquero e direito, necessitando assim de baterias internas e um mecanismo para a alternância. Os óculos passivos necessitam apenas de lentes com filtros polarizados, custando menos e dispensando baterias ou qualquer outro sistema.

O 3D autoestereocópico, tecnologia que dispensa o uso dos óculos presente no 3DS, não foi incluída pois ainda é rara e possui um custo muito alto. Para quem deseja ver o relatório na íntegra (pra quem não tem medo de textos científicos, grÁficos e equações, em inglês) pode acessar através deste link.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual vai ser o melhor game de abril de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.